sábado, 24 de janeiro de 2015

O futebol e o melhor do mundo

A notícia do dia


Roja directa a Cristiano Ronaldo por agresión a Edimar

Ronaldo se señaló el escudo de campeón del mundo tras ver la roja

  • Cristiano Ronaldo vio la roja directa en el minuto 82 de la visita del Real Madrid al Nuevo Arcángel por dar una patada sin balón al blanquiverde Edimar. Hernández Hernández no lo dudó y expulsó inmediatamente al luso.

  • In MARCA.COM

     

Leitura e Ideologia Republicana


Na Biblioteca da Figueira da Foz
 
 
LEITURA E IDEOLOGIA REPUBLICANA (...), obra agora editada pelo Município da Figueira da Foz, reproduz a dissertação de mestrado da Autora [figueirense] em Ciências da Educação – Especialização em Bibliotecas Escolares e Literacias do séc. XXI, na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.
Este trabalho assenta numa matriz geográfica e histórica da cidade da Figueira da Foz, no início do séc. XX, assim como nas suas freguesias limítrofes mais influentes: Tavarede e Buarcos. O objeto de estudo prende-se com a emergência e difusão do ideário republicano junto das populações, assim como a defesa intransigente da ideia do alargamento da instrução a um público cada vez mais vasto. Como pano de fundo desenvolveu-se uma ação de combate ao maior flagelo cultural do país à época: o analfabetismo quase generalizado, através da criação de escolas e bibliotecas populares em associações recreativas, de classe, mutualistas e outras.
(Maria Isabel Gaspar Ferreira de Sousa)
 
 

Figueira da Foz em imagens


Imagens da minha terra
 
 
 
"Perspetivas"

A frase


Santa inocência...
 
“Tecnicamente não vejo como é que um primeiro-ministro pode praticar corrupção ativa.”
Correia de Campos (político português, militante do Partido Socialista), em entrevista ao jornal i, a propósito da prisão de José Sócrates.
 
(Honi soit qui mal y pense)

O pensamento do dia


sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Leituras na Biblioteca


Alice Vieira
 

Apesar da noite fria e chuvosa, um vasto público, maioritariamente feminino, acorreu, ontem à noite, à Biblioteca Municipal da Figueira da Foz, para ouvir, em mais uma sessão de 5.ªs de Leitura, a prestigiada escritora portuguesa, Alice Vieira.
Foi um serão extremamente agradável, em que a autora de mais de meia centena de obras para crianças e adultos, com diversos prémios conquistados em Portugal e além-fronteiras, falou da sua obra, do seu percurso como jornalista e escritora, das suas fontes de inspiração, da família, privilegiando os netos.
Lembrou o falecido marido, o crítico Mário Castrim, e durante mais de duas horas, deliciou a assistência, sempre com um sorriso contagiante, com um manancial de histórias.
O novo acordo ortográfico acabaria por vir à baila, e Alice Vieira, com uma gargalhada, sobre ele pronunciou-se comentando: "É para o lado que eu durmo melhor", acrescentando que, naturalmente, acompanha a evolução da língua e, dado que o acordo já é aplicado nas esolas, não faria sentido escrever de outra forma, se bem que, lá foi dizendo, "há palavras cuja alteração não faz sentido, como, por exemplo escrever-se espetadores em vez de espectadores".
 

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

A notícia do dia


Parabéns Senhor Presidente
 
 
João Ataíde, presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, está, em tempo de crise (a crise tem as costas largas...) a fazer o que muitos, em tempo de vacas gordas, não mexeram uma palha para melhorar as condições da cidade.
Depois de (passados 50 longos anos...) ter transformado o campo de treinos do estádio municipal, mandando arrelvar e melhorar todo o seu envolvimento, foi agora a vez da repavimentação de algumas das artérias citadinas, melhorando substancialmente as condições de circulação rodoviária.
Bem haja senhor presidente.
Ao contrário de alguns que, doentiamente, só veem para um lado, e que, na sua ociosidade, defendem sistematicamente uma dama  arruinada, há que olhar a direito e tecer encómios a quem, seja da esquerda ou da direita (este conceito dá-me vontade de rir) defende os interesses do meio para que foi eleito.
Uma vez mais, parabéns, senhor João Ataíde e já agora, que seja dada uma mãozinha aos caminhos da Serra da Boa Viagem, que está a necessitar, urgentemente, não de pensos rápidos, mas também de uma repavimentação que proporcione bons circuitos a bem do turismo e, por associação de ideias, às instalações de restauração ali existentes.

Uma escritora na Figueira da Foz


Esta noite, na Biblioteca
 
 

O pensamento do dia


 
contador de visitas