quarta-feira, 20 de junho de 2012

A Figueira vista por Santiago Pinto



Figueira da Foz Cidade



Aonde acaba a beleza?

Coisas feias onde estão?

Onde estão os arquitetos?

Sem réguas no coração?

Figueira da Foz Cidade

Arranha-céus junto à Praia

Senhora-Dona-Menina

Baby-doll-mini-saia

Se te vejo. Logo sonho

Se sonho, logo desperto

Águas mornas, muito céu

Terra e céu um céu aberto!

Beijos perdidos no ar

Mãos que se enlaçam contentes

Corpos deitados na areia

A sonhar tão indolentes…

Que importa o travo amargo

Da vida, do dia-a-dia

Chego aqui e fica ao largo

O que mais poder eu queria?

Se aqui não há tristeza

Se aqui sinto a alegria

Nem miséria das favelas

Entra o sol da natureza

Em mil portas, mil janelas

- Almas simples, corpos nus

Nesse corpo das donzelas –

Pernas lindas, pé descalço

À noite sonho com elas…

Seguem meus olhos o encalço

Do bater dessas chinelas

Figueira da Foz Cidade

Uma cidade melhor!

Colar em busto de moça

Cada pedra, sua cor

Dão-te novas avenidas

Rasgam novos horizontes

E vêm aqui tantas vidas

Beber água destas fontes

Se tudo aqui é mais lindo

Tristeza aqui, não tem dias!

Brincam crianças sorrindo

No Parque das Abadias

Lá na Ponte, o panorama!...

Figueira da Foz, Cidade

Onde toda a vida emana

Do trabalho em liberdade

Corre o Mondego pr’á Foz

Desde a Serra até ao Mar

Gostaria de ter voz

Para poder-te cantar

Dou-te o meu abraço ardente

Entre tanta claridade!

Nesta areia que é mais quente

Figueira da Foz Cidade

E só quero o teu sorriso

Em troca do que te amo

Dá-me a tua liberdade

Nada mais será preciso.



Santiago Pinto (Correio da Figueira-Janeiro de 1987)

Jorge de Santiago Pinto, um amigo e colega, foi fundador e diretor da penúltima série do jornl CORREIO DA FIGUEIRA, de que fui redator principal e chefe de redação, a convite deste montemorense que tinha uma particular admiração pela Figueira da Foz.
Jornalista, poeta e desenhador, teceu sempre os mais rasgados elogios à Praia da Claridade, como pode ver-se por este poema.






1 comentário:

Olímpio disse...

Vim para saber como vai, nada mais.
Que surpresa esta do Santiago.
Olimpio