segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Para a história da Figueira da Foz CCLXXVIII


Fogo no teatro
 
 
Completam-se hoje, 29 de setembro, 109 anos sobre uma tragédia que consumiu uma das mais conhecidas casas de espetáculos da Figueira da Foz.
Em 29 de setembro de 1905, um pavoroso incêndio destruiu completamente o Teatro Chalet, onde se encontrava instalado o animatógrafo Peninsular, no Bairro Novo.
Segundo crónicas da época, "As poucas pessoas que assistiam à projeção de um filme, ao verem o início do fogo, cujas labaredas devoraram as fitas de celuloide, gritaram e em breve apareceram as duas corporações locais de bombeiros, mas nessa altura já as chamas tinham tomado proporções fantásticas.
Do Hotel Praia, situado nas traseiras, foi retirado quase todo o mobiliário.
O fogo foi atacado pelas Ruas da Boa Recordação, Bernardo Lopes (traseiras do Casino Oceano) e Dr. Francisco Dinis.
Além do Teatro Chalet, o incêndio atingiu ainda o palco do Teatro Lisbonense, que ficava contíguo e devorou umas pequenas casas de madeira.
A primeira bomba a chegar ao local foi a dos Voluntários, instalada no Bairro Novo."


Sem comentários: