terça-feira, 12 de maio de 2015

Futebol

A uma vitória

da subida mas…
 
…Mais um tiro no pé !!
 
cd tondelaManager File Suffix Uma equipa isolada  na liderança, com cinco pontos de vantagem, que perde oito em três jogos, está, nitidamente, a brincar com o fogo e à espera que a sorte dite leis.
O Clube Desportivo de Tondela teve a desdita de defrontar, nestas duas últimas jornadas, formações que jogavam o tudo por tudo para garantirem a permanência na segunda Liga e, a verdade, é que os tondelenses serviram de bandeja, os seus intentos. Estes dois últimos jogos foram maus demais para a turma liderada por Quim Machado.
A equipa, nestes dois confrontos (já não vale a pena de falar do jogo de Aveiro) esteve a milhas de distância de justificar a posição que ocupa, em contraste com outras jornadas em que demonstrou cabedal para o intento.
E se o estado do relvado (péssimo) em Olhão, poderá servir de atenuante, o que dizer do bem tratado piso do João Cardoso?
Como tive a oportunidade de dizer a amigos tondelenses (parece que adivinhava) o desafio com o Desportivo de Chaves vai revestir-se duma importância decisiva para consolidar os propósitos dos homens do Vale de Besteiros.
A equipa tem que entrar em campo com a determinação indispensável para se lançar na conquista do triunfo sem as tibiezas patenteadas nos últimos jogos.
Gilberto Coimbra Exigem-no os adeptos e o presidente, que jogou tudo para que o horizonte surja com as cores com que sonhou.
A equipa tem valor. Já o demonstrou ao longo do campeonato. Que não esmoreça nesta ponta final em que tudo se joga, inclusivamente a esperança que é a última coisa a morrer.
Aliás, se o Desportivo de Tondela triunfar no seu embate com os flavienses, entra, matematicamente, no mais elevado patamar do futebol nacional.
Aníbal José de Matos (Jornalista) (In O BEIRÃO ONLINE)

Sem comentários: