domingo, 28 de agosto de 2016

Figueirense ilustre

Morreu
a VIZINHA DO LADO



Tinha completado 100 anos a 21 de julho, e faleceu no passado dia 18 de agosto.
MADALENA SOTTO, nome artístico de Maria Madalena Pereira Óthão, foi uma das personalidades mais relevantes do teatro e do cinema nacionais.
"A Vizinha do Lado" foi um dos seus êxitos na tela, mas a sua vida artística foi preenchida com imensos sucessos nos ecrans e nos palcos.
Recordamos Madalena com a reprodução de um texto publicado em 1945:

Um valor da nossa terra
Madalena Sotto
Madalena Sotto é natural desta linda Figueira da beira-mar. Artista de largos recursos, insinuante, de olhar expressivo e inteligente, tem, como todas as artistas a sua história, o seu “diário”, a sua folha de serviço. Resumindo-a, diremos que Madalena tomou pela primeira vez contacto com a objectiva cinematográfica em Abril de 1938, nesse tempo saudoso em que a Figueira se animou de ponta a ponta, quando das filmagens de “Dois corações…um destino”. Desta futura película de propaganda, apenas se filmaram 166 metros que foram exibidos no Peninsular e Parque-Cine na noite de 16 de Junho de 1938. Entusiasmou-se a cidade inteira, mas… por um “capricho da sorte” a obra de longa metragem, cartaz vibrante para a divulgação da Figueira, não se chegou a realizar.
Madalena foi a Lisboa, e em 3 de Abril de 1939 entrou para o elenco dos artistas da produção de António Lopes Ribeiro “O Feitiço do Império”,
…..
E por nosso intermédio esperamos que a cidade da Figueira da Foz, saiba compreender o valor da artista, tributando-lhe o que o seu talento merece. Não é muito… é alguma coisa.
(In “Figueira da Foz – Guia Turístico, Comercial e Industrial” – Segundo ano – 1945)

Sem comentários: