sábado, 30 de junho de 2007

A frase

"Se nos anos 60 do século passado o que vendia eram as causas humanas, e os ideais contestatários defendiam valores importantes, como o Não à Guerra, a igualdade entre homens e mulheres, etc., hoje os valores 'absorvidos' por grande parte da juventude têm a ver com o luxo e o sonho de uma vida frívola: sucesso, fama e dinheiro."
Vítor Rainho, in TABU, revista do SOL

efemérides

30 de Junho de 1771

Nasce, na antiga Rua do Quebra-Costas, na Figueira da Foz, Manuel Fernandes Tomás, que foi a alma e o cérebro da Revolução de 1820, no dizer do escritor João Grave.
"Era filho de João Fernandes Tomás e de Maria da Encarnação, os quais à vista do engenho precoce que o moço revelara, o mandaram para Coimbra ainda em verdes anos, a fim de seguir a carreira eclesiástica. A vocação, porém, não o chamava para o sacerdócio e o jovem estudante tomou o grau de bacharel em Cânones, tendo apenas 20 anos. Dando-se primeiro à advocacia, praticou com vários jurisconsultos de Lisboa, e aperfeiçoou-se no estudo das ciências do Direito, Em 30 de Agosto de 1792 foi nomeado síndico e procurador fiscal do município da Figueira, sendo vereador desde 1795 a 1798.
Em 1801 foi nomeado juiz de fora de Arganil, mostrando logo na magistratura a sua energia e carácter. Em 1805 foi nomeado superintendente das alfândegas e dos tabacos nas comarcas de Leiria, Aveiro e Coimbra, mas, pela invasão francesa de 1807, tomou-se de tal desgosto pela humilhação da pátria que se retirou para uma quinta sua, próximo da Figueira, e aí permaneceu até que Wellesley, em 1808, desembarcou as suas tropas naquela costa,. sendo então indigitado pela voz pública como a pessoa competente, na ausência de todas as autoridades, para tratar com o comandante inglês de todos os assuntos referentes aos interesses e necessidades do exército.
0 futuro lorde Wellington apreciou tanto a actividade de Fernandes Tomás que, sendo este nomeado em 1809 provedor da comarca de Coimbra, logo o general instou para que fosse adjunto ao comissariado do exército, sendo nomeado intendente dos víveres no quartel-general de Beresford, em 1810, onde foi incansável de actividade, chegando a perder as noites encostado à banca, para que nada faltasse ao exército.
Em 1811, tão importantes serviços prestou junto do exército que fazia o cerco de Badajoz, que, pelas recomendações dos generais, foi-lhe dada a categoria de desembargador honorário do Porto, ou o predicamento de desembargador, como então se dizia, não se lhe dando a efectividade, que só alcançou em 1817, por não ter ainda, à data do despacho, completo o triénio de provedor. De 1812 até ao findar da guerra, dois anos mais tarde, esteve Fernandes Tomás em Coimbra e ali começou a germinação do seu grandioso plano, que devia desenvolver-se e frutificar no Porto, anos depois.
Fernandes Tomás era um erudito, já nomeado por algumas obras de Direito, que publicara, e um pensador que se preocupava com os males da pátria, cujos desastres sucessivos lhe enlutavam o generoso coração. 0 ano de 1817 ficou tristemente memorável na história da liberdade portuguesa pelo acto de inaudita crueldade que desonrou para sempre no nosso país a memória de Beresford.
0 sangue de Gomes Freire de Andrade e dos seus desditosos companheiros, com que se julgou afogar todas as aspirações liberais, só contribuiu para as tornar mais fecundas. Indo de Coimbra para o Porto, aqui encontrou Fernandes Tomás quem simpatizasse com as suas ideias e aspirações; viu o sentimento patriótico invadindo todos os espíritos; apreciou a indignação que elevava ao prestígio de mártires as vítimas de 1817 e sentiu que essas aspirações, até aí vagas e quase teóricas, iam tornar-se em breve mais definidas e mais precisas. Com outro jurisconsulto notável e verdadeiramente liberal, José Ferreira Borges, se relacionou Fernandes Tomás na cidade do Porto, e aí em 18 ou 21 de Janeiro de 1818 se juntaram os dois para jurarem mutuamente dar a liberdade a Portugal, ou morrerem na empresa.
Convocaram uma conferência com os seus amigos José da Silva Carvalho e João Ferreira Viana, para formularem as bases em que devia assentar o plano a seguir da sociedade, que ficou constituída sob o nome de Sinédrio e que tinha por fim: «Observar os acontecimentos em Portugal e Espanha, tomando de vagar o pulso às tendências e às aspirações do espírito público.»
Ajustaram reunir-se no dia 22 de cada mês na Foz para discorrerem acerca dos sucessos e das notícias do mês passado e assentarem nos propósitos mais oportunos segundo as circunstâncias.
Juraram uns aos outros inviolável segredo e decidiram que, se rompesse um movimento monárquico, ou uma revolução, os sócios do Sinédrio acudiriam para a dirigir, guardada sempre a fidelidade devida à dinastia de Bragança.
Este foi o núcleo da associação denominada Sinédrio e estas as modestas bases com que se fundou. Circunscrito aos ilustres iniciadores em seu começo cresceu e alargou-se depois. Na escolha dos adeptos, discreta e resumida, sempre se antepôs a qualidade ao número.
Em 1819 compunha-se, além dos quatro inauguradores, dos sócios Duarte Lessa, José Pereira de Menezes, Francisco Gomes da Silva, João da Cunha Sotto Maior, José Maria Lopes Carneiro e José dos Santos Silva. Rodeados de silencio, antes de se aventurarem a hastear a bandeira das ideias, estes cidadãos, que se não intimidavam pela sorte das vitimas de 1817, sob a ameaça visível do cutelo de algoz, apalpavam o terreno sem precipitação, e pacientes por necessidade, não se antecipavam à sentença lógica do tempo e dos factos. Foi depois destes exórdios modestos, que surgiu a revolução de 1820.
Fernandes Tomás foi a alma dela. O número dos associados no Sinédrio nunca passou de treze, sendo o último a inscrever-se, em 18 de Agosto de 1820, Bernardo Correia de Castro e Sepúlveda, que depois prestou à causa muitíssimos serviços. 0 espírito da população de Lisboa, menos propenso a entusiasmos do que os portuenses, não parecia disposto a secundar a agitação da opinião publica do Porto. Foi assim que vindo José da Silva Carvalho à capital, com o fim de angariar adesões, voltou profundamente desanimado e sem nada haver conseguido.
Outro tanto aconteceu a Fernandes Tomás que, vindo a banhos ás Caldas da Rainha, chegou até Lisboa com os mesmos intuitos, nada conseguiu e teve que retirar para o Porto, por saber que era activamente vigiado pela polícia.
Nestas condições a revolta ter‑se‑ia talvez malogrado se a Regência, cheia de pavor, não houvesse imprudentemente mandado o governador das justiças do Porto, Aires Pinto, prender Fernandes Tomás. 0 marechal inglês partira para o Rio de Janeiro a fim de alcançar mais largos poderes de D. João VI. A ausência de Beresford foi impolítica e inábil. 0 Sinédrio alargava o âmbito da sua actividade, a ponto de concorrerem a uma reunião, que promoveu, todos os oficiais do exército aliciados para o grande movimento. Nessa reunião Fernandes Tomás pôs ao serviço da causa tão entranhado amor da pátria que converteu em adeptos fanáticos até ao sacrifício todos os que o escutavam.
A precipitação do medo da Regência forçou o lance, sendo opinião dos conspiradores militares Sepúlveda, Cabreira e António da Silveira, que a revolução devia rebentar. Fernandes Tomás teve a audácia de ir a casa do próprio Aires Pinto, de cuja missão fora avisado,. dizer-lhe que não cumprisse as ordens do governo de Lisboa, porque no dia seguinte a revolta explodiria, sem que ninguém lhe pudesse obstar.
0 mesmo referiu ao general das armas Canavarro, que prometeu retirar para Leça, fingindo-se doente. Com efeito no memorável dia 24 de Agosto de 1820 rebentou a revolução, prenderam-se em suas casas os oficiais ingleses, propôs-se a nomeação. de uma junta provisória que governasse o reino em nome do rei, até ao seu regresso do Brasil, e dessa junta tomou Silveira a presidência, Cabreira a vice-presidência, ficando Fernandes Tomás simples vogal.
0 grande patriota teve o condão de se deixar em lugar secundário sendo o primeiro. Também a fortuna não quis que ele sobrevivesse muito tempo à liberdade da sua pátria. Hoje bem se pode isso considerar uma ventura, o morrer tanto a tempo, quando a sua obra era completa, o seu credito era incondicional, quando facto algum ulterior lhe podia ainda fazer empalidecer o brilho do renome conquistado ou lançar suspeitas sobre a pureza das suas intenções; quando, enfim, os defeitos da obra concluída ainda não tinham tempo para se revelarem. Este conjunto de circunstâncias aureolou de fama sem mancha e de glória absoluta o nome prestigioso do grande patriota Fernandes Tomás. De como o Sinédrio preparou, dirigiu e consumou, a revolução de 24 de Agosto de 1820 são documento interessante as Revelações e Memorias para a história ela dita revolução, escritas pelo consócio José Maria Xavier de Araújo.
Fernandes Tomás, além de membro da Junta Provisional do Supremo Governo do Reino, foi deputado ás Cortes Constituintes congregadas em 26 de Janeiro de 1821, em cujos trabalhos teve parte muito activa e conspícua, até ao encerramento delas em 4 de Novembro de 1822.
Agravando-se lhe pelos excessos e fadigas dos últimos meses a enfermidade crónica de que padecia, e tomando de repente um carácter agudo, que os socorros da medicina não puderam debelar, expirou entre dolorosos sofrimentos, temperados pela resignação, a 19 do referido mes, deixando consternados não só os seus amigos pessoais, mas todo o partido liberal que lhe tributava uma espécie de culto, e via nele um dos mais firmes sustentáculos do sistema, para cujo triunfo concorrera tão poderosa e eficazmente. Os seus restos mortais foram sepultados, primeiro na antiga igreja de Santa Catarina, trasladados depois para a dos Paulistas, e desta transferidos para jazigo de família no cemitério dos Prazeres. No Jornal do Comércio de Fevereiro de 1883 estão reproduzidos alguns documentos acerca do óbito e trasladações das cinzas do eminente cidadão."
In Portugal - Dicionário Histórico


O pensamento do dia

Há quem nasça velho e quem morra, pasmado pelos anos, galharda ou ternamente jovem, conforme o temperamento e o ofício.
Camilo José Cela, Prémio Nobel da Literatura em 1989 (in Onze Contos de Futebol)

sexta-feira, 29 de junho de 2007

Antiguidades

Velhos tempos

Reproduzo aqui a capa dum disco que me foi oferecido pelo meu saudoso Amigo Sebastião Pimentel Monteiro.
Trata-se duma edição fabricada pela "Compagnie Française du Gramophone - Paris", é de 78 rotações e contém nas duas faixas, trechos da "Severa", da autoria de Frederico de Freitas, executados pela Orquestra José M. LUCCHESI.
Como curiosidade desta antiguidade, o facto do disco ter sido adquirido na Relojoaria DENIS S. DUARTE, que existiu na Figueira da Foz.
Da mesma época, possuo três exemplares que me foram oferecidos pelo meu Amigo Carlos Costa, e que foram adquiridos, o que também não deixa de ser curioso, na Casa Armando Moraes, e em cuja etiqueta identificativa se pode ler: "ARMANDO MORAES - Gramofones e Discos - Ótica e Relojoaria - Figueira da Foz".
Saliente-se que esta casa ainda existe nesta cidade (na Praça 8 de Maio e no Bairro Novo), embora, de há muitos anos a esta parte, se dedique apenas a óptica e relojoaria.
E já agora, o conteúdo destes três discos: 1- Yira... Yira e Olvido (Tangos por Horácio Pettorossi e sua orquestra argentina), 2- Arrependida e Não te perdi (Fados por Fernanda Baptista, acompanhada pela orquestra de João Nobre), 3- Quando a Noite Vem e Alamares (fados por Amália Rodrigues, no primeiro acompanhada por Mário Simões e seu conjunto, e no segundo pela guitarra de Jaime Santos e a viola de Santos Moreira.
Estas três edições foram fabricadas na Inglaterra.

O pensamento do dia

Se os leves dedos do rádio conseguem tirar da noite uma melodia e lançá-la por sobre as montanhas e o mar; se as notas do violino, brancas como pétalas, voam, atravessando o deserto e o ruído da cidade; se se captam canções como rosas rubras no rarefeito éter azul... por que então os mortais ainda duvidam que Deus ouça as nossas orações?
C.D. (1982)l

quinta-feira, 28 de junho de 2007

Uma notícia triste


Morreu Rita Lopes
É com amargura que registo, neste espaço, a morte inesperada de Rita Lopes, prestigiada funcionária da Figueira Grande Turismo.
Deslocara-se, em serviço, a Aveiro, e aí, na rua, foi vítima de uma síncope que lhe roubou a vida.
À Família e à Figueira Grande Turismo, apresento os mais sentidos pêsames.
Aníbal José de Matos

Exemplos...

Os exemplos vêm de cima

À porta de um restaurante, na Avenida do Brasil, na Figueira da Foz. Hoje, 28 de Junho, 13h00. Donde se conclui que em cima dos passeios é só para alguns...

efemérides

28 de Junho de 1910
Sai o primeiro número de "O Progresso da Figueira", jornal de que era director José Luís d'Almeida, proprietário Filipe José da Cruz e redactor principal Orlando Marçal.

O pensamento do dia

Os falsos amigos são como as nossas sombras, acompanhando-nos enquanto andamos pelo sol, mas abandonando-nos no instante em que atravessamos a sombra.
Christian Nestell Bovee

quarta-feira, 27 de junho de 2007

Futebol

Na Naval é um vê se te avias... Este vem dos Balcãs

A equipa de Francisco Chaló continua a reforçar-se, tendo hoje contratado o brasileiro Wandeir Oliveira dos Santos, avançado, de 27 anos, 1.77, que jogava no Wardar, da Macedónia, tendo ainda defendido as cores do Kickers Offenbach, da Alemanha.
O jogador, natural de Minas Gerais, que também tem nacionalidade daquele país dos Balcãs, assinou um compromisso por duas épocas, e vem preencher a vaga deixada por Lito, no lado esquerdo da frente de ataque.
Wandeir, que foi observado na Macedónia, era um atleta pretendido por outros clubes da Liga Portuguesa.

Futebol



Orestes sai da Naval
O defesa brasileiro Orestes, que ingressara na Naval vindo do Santa Clara, deixa o emblema da Figueira da Foz, por um valor que, segundo os responsáveis do futebol profissional navalista, “suplantou em muito a cláusula de rescisão, o que fez com que a Naval não conseguisse segurar o jogador”.
Orestes foi contratado pelo Hansa Rostock, segundo classificado do campeonato alemão e que esta época ascendeu ao principal escalão da Bundesliga.

efemérides

27 de Junho de 1909
O Rancho do Vapor, da Figueira da Foz, exibe-se, em Lisboa, no Jardim da Estrela, num festival em benefício da Associação da Imprensa, sendo calorosamente apludido.
Acompanharam-no muitos figueirenses, de comboio, que pagaram, em 2.ª classe, 2$700 reis e em 3.ª, 1$800 reis.

O pensamento do dia


A mediocridade, possivelmente, consiste em se estar diante da grandeza e não se reparar nisso.
G. K. Chesterton

Futebol

Naval não pára de reforçar-se
Ponta-de-lança está por horas. Aprígio mostra-se extremamente interessado em ter, na próxima época, uma equipa ainda mais competitiva, capaz de ultrapassar o simples objectivo da manutenção.
Para hipótese, que ainda continua sobre a mesa, da saída de Nei, o presidente do clube já assegurou a contratação de um avançado de reconhecida valia, que milita na primeira divisão de um conhecido emblema europeu.
Trata-se de um jogador de nacionalidade grega, mas cujo nome o dirigente ainda não quer avançar, para que “não se estrague o negócio”.
O que nos foi garantido é que a assinatura do compromisso deverá ocorrer até ao final da semana, e que o jogador já participará no estágio que se inicia a 5 de Julho, em Nelas.

terça-feira, 26 de junho de 2007

Ginásio, a Piscina e a Carreira de Tiro

Piscina do Ginásio avança

O Ginásio Clube Figueirense continua a demonstrar a sua pujança, prosseguindo no aumento do seu património.
Hoje, 12 de Maio, foi lançada a primeira pedra para a construção da nova piscina, que vai ocupar o local onde se encontra a carreira de tiro municipal.


Oportunamente publicado em "Presente"

Nota do Autor:

O conhecimento que tive sobre o que se passou na audiência de testemunhas sobre a providência cautelar intentada pela Naval contra a Câmara Municipal e o Ginásio Clube Figueirense, tive-o pura e simplesmente através do advogado do emblema navalista.
Indigitado para testemunha (não cheguei a ser ouvido) estaria presente apenas pelo simples facto de ter sido, por minha iniciativa, que se operou a construção da carreira de tiro, de que fui o primeiro director.
A minha intervenção apenas teria como conteúdo indicar a data em que a mesma teria começado a funcionar, ou seja no início dos anos 60. Apenas isso. Pela verdade e nada mais.
Mas digo mais. Neste momento e como sempre, apoio incondicionalmente a construção da Piscina do Ginásio Clube Figueirense (clube de que sou sócio), embora defenda que devem ser preservados os interesses dos praticantes de tiro da Figueira da Foz, que defendem ou defenderam as cores da Naval 1.º de Maio, do próprio Ginásio, do Sporting Clube Figueirense e outros.
Aníbal José de Matos

Ginásio, a Piscina e a Carreira de Tiro

Providência cautelar


No Tribunal Judicial da Figueira da Foz foi esta tarde julgada a providência cautelar interposta pela Naval 1.º de Maio contra a Câmara Municipal e o Ginásio Clube Figueirense, na tentativa do clube navalista conseguir a suspensão da projectada demolição da Carreira de Tiro Municipal para ali ser construída a Piscina do Ginásio.
O juiz atendeu (temporariamente) a pretensão da Naval, determinando que a Câmara conserte com o clube a construção duma alternativa para que os atiradores, de que faz parte o olímpico João Costa, possam prosseguir a sua actividade desportiva.
Recorde-se que o presidente do município, Duarte Silva, já, em entrevista publicada no "Correio da Figueira", de 3 de Dezembro de 2003, garantira: "A carreira não será destruída sem que outra, com as mesmas características, esteja em funcionamento."
Oportunamente publicado em "Presente"

Ginásio, a Piscina e a Carreira de Tiro

"COMUNICADO

Pelo respeito devido ao Tribunal, o Ginásio Clube Figueirense considera-se impedido de divulgar o que na realidade se passou na audiência de inquirição de testemunhas do Procedimento Cautelar relativo ao funcionamento da Carreira de Tiro Municipal.
Mas não pode deixar de alertar para o desajustamento e parcialidade da versão posta a circular, a qual encontrou eco nalguma Imprensa.
Repudiamos inteiramente a campanha demagógica de mentiras e meias verdades recentemente desencadeada através da Comunicação Social com a única finalidade de tentar confundir a opinião pública.

Figueira da Foz, 19 de Junho de 2007"

Do site oficial do Ginásio Clube Figueirense



A Direcção do Ginásio Clube Figueirense

Basquetebol


Equipa Satélite de Basquetebol

INFANTE MONTEMOR – GINÁSIO
CAMPEÃO NACIONAL DA 2ª DIVISÃO


"O Infante de Montemor – Ginásio, equipa satélite do Ginásio Clube Figueirense, conquistou o título da Campeão Nacional da 2ª Divisão, ao vencer quarta-feira à noite o Belenenses, em Queluz, por 70-69.
Um grande êxito para a Parceria estabelecida entre os dois clubes de concelhos vizinhos, sob a égide da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho.
São Campeões Nacionais: André Tomé, Bento Cardoso, Filipe Dias, Mauro Leitão, Nuno Moreno, Daniel Monteiro, Fábio Vaz, Bruno Costa, André Lourenço, J. Lourenço, Luís Jóia, Armando Azenha, Fábio Pais, Ângelo Brito, David Martins, Paulo Galvão e o treinador, Mário Ramos."
Do site oficial do Ginásio Clube Figueirense

Tabaco

"O tabaco foi responsável por custos na ordem dos 434 milhões de euros em internamentos hospitalares, medicamentos, consultas e exames, só em 2005, segundo uma estimativa divulgada esta segunda-feira pelo Infarmed."

In SOL on line


Ensino

Será que vamos continuar a ter Universidade na Figueira?
"A providência cautelar accionada pela Universidade Internacional da Figueira da Foz (UIFF), na semana passada, foi aceite pelo Tribunal Administrativo de Lisboa. Ou seja, o despacho emitido por Mariano Gago, no dia 25 de Maio último, fica, assim, suspenso até a decisão final. Lembre–se que o despacho do ministro do Ensino Superior previa o encerramento da universidade."
In AS BEIRAS on line

O pensamento do dia

Algumas pessoas encaram mal o facto de os seres humanos pertencerem à categoria dos animais, como os gatos e as vacas. São como as pessoas que vencem na vida e deixam de querer saber dos velhos amigos.
Phil Donahue

segunda-feira, 25 de junho de 2007

Futebol



Naval soma e segue...
Eanes é mais um reforço para a equipa de Francisco Chaló.
Eanes Santana da Silva, brasileiro, de 26 anos, 1,73, é avançado, podendo jogar nas alas ou como segundo ponta-de-lança.
O mais recente reforço dos navalistas rescindiu com o Coritiba, do Brasil, com quem tinha contrato até 2010, tendo ainda representado o Vitória da Baía.
O jogador assinou acaba de assinar um compromisso com o emblema figueirense por três épocas, estando credenciado pela sua capacidade de fazer golos e assistências.
O plantel está, deste modo, a reestruturar-se, sendo supridas as lacunas existentes face às saídas de peças importantes como Leo Guerra, Fajardo, Lito e Fernando, entre outros.
A equipa figueirense parece, pois, estar a encontrar uma formação disposta a fazer um bom campeonato, que poderá, eventualmente, ir além do principal objectivo que é a manutenção.

efemérides

25 de Junho de 1905
O ciclista figueirense, José Bento Pessoa, sai vitorioso na corrida que teve com o credenciado italiano Messori, no Velódromo de Lisboa. Quando a notícia foi conhecida na Figueira da Foz, foram lançados foguetes. À noite, a Filarmónica Figueirense saiu a cumprimentar o Ginásio (a que o corredor pertenceu) e dali, acompanhado de muitos populares, foi cumprimentar a família de José Bento Pessoa.
25 de Junho de 1911
São descerradas as placas toponímicas que dão à Rua da União (no Bairro Novo - Figueira da Foz) o nome do dr. Cristiano Mendes Calado.

O pensamento do dia

Atalho é, muitas vezes, o caminho mais rápido para um lugar onde não vamos.

Classic Crossword Puzzles

domingo, 24 de junho de 2007

A...s frase...s

"Pelo que me contaram, é o estrebuchar do morto, está completamente morto.
Já [Pinto da Costa] pede ajuda à justiça divina."
Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, a propósito de declarações de Pinto da Costa, presidente do FC Porto.

Futebol

Mais um reforço para a Naval


Bruno Lazaroni, brasileiro, assinou um contrato com a Naval por duas épocas mais uma de opção.
Trata-se de um médio defensivo, que também joga na posição de interior (autor de muitos golos nos campeonatos brasileiros, alguns deles decisivos), tem 26 anos, 1.81, foi formado nas escolas do Flamengo, e, entre outros, passou pelo Vasco da Gama e Portuguesa de Desportos.
Vem para a Naval, transferido do América, do Rio de Janeiro, equipa onde se notabilizou.
Como curiosidade, é filho do novo técnico do Marítimo, Lazaroni.
Chega a Portugal no final do mês.

efemérides

24 de Junho de 1889
Com grande regozijo da população figueirense, é inaugurada a iluminação a gás.
Neste mesmo dia e ano, apresenta-se pela primeira vez em público, a Tuna Figueirense.
24 de Junho de 1892
É Inaugurado, na Figueira da Foz, o Mercado Engenheiro Silva.
24 de Junho de 1941
Pelas 2 horas da manhã, chegam ao porto da Figueira da Foz, numa baleeira, 12 náufragos do vapor norueguês "Ranella", torpedeado a 12 deste mês por um submarino alemão.
24 de Junho de 1948
É inaugurado o edifício da Caixa Geral de Depósitos, no Cais da Alfândega, na Figueira.

Porque hoje é Domingo

É impossível proceder ao infinito na série dos seres que se geram sucessivamente. Deve-se admitir, por isso, que existe um ser necessário que tenha em si toda a razão de sua existência, e do qual procedam todos os outros seres.
A este chamamos Deus.
S. Tomás de Aquino

sábado, 23 de junho de 2007

Futebol

Naval tem novo reforço

Felipe é o novo reforço do clube, tendo assinado por duas épocas mais uma de opção.
Felipe Brochieri da Silva, 1,84, brasileiro, é esquerdino, representou o Barueri e o Palmeiras, jogando a médio centro e interior, e o departamento de futebol profissional da Naval tem as melhores referências do jogador que não é fruto das observações feitas no Brasil por Chaló e Mira.
Os responsáveis do clube depositam "grandes expectativas neste atleta, tendo sido feito um grande esforço negocial para a contratação”, segundo adiantaram.
O jogador chega a Portugal no próximo dia 30.


Leituras

"O vento do Oeste cruzou a planície em direcção ao mar onde os barcos dos pescadores o aguardavam desde a madrugada, impacientes por alcançarem as águas mais profundas, onde os rabos-de-chá nadavam em cardumes numerosos. A época da desova aproximava-se, anunciada pela chegada do vento fértil, que nascia lá longe, no cume das montanhas geladas.
As éguas que retouçavam sob as nuvens claras eram atingidas no meio das pernas pelo ar em movimento que as inseminava somente com a sua passagen, inoculando-lhes centenas de sementes que os espíritos deixavam no seu caudal quandon ascendiam ao céu após a destruição dos seus corpos.
Deus mostrava o seu sentido de humor produzindo novas formas de vida nas águas e sobre a terra. Despejando os conteúdos das redes nos convés das suas subtis embarcações, mais frágeis do que os barcos dos verdadeiros marinheiros que moravam na vila vizinha perto da praia, os homens chutavam os monstros de cima dos peixes para que não os contaminassem, devolvendo-os ao mar; por vezes, atravessavam-nos com os arpões e competiam para ver quem os lançava mais longe."
In "Os Ossos do Arco-Íris", de David Soares.

efemérides

23 de Junho de 1940
Pelas 14 horas, desembarcam, na Praia de Buarcos, 17 náufragos do vapor inglês "Wellington Star", de 13 mil toneladas, que no dia 16 deste mês foi afundado ao norte do Cabo Finisterra, por um submarino alemão.
A baleeira que os trouxe foi avistada pelas 13 horas, sendo os náufragos conduzidos para a Figueira da Foz, tendo ficado instalados na Pensão Praia.

O pensamento do dia

Dar o exemplo não é a melhor maneira de influenciar os outros. É a única.
Albert Schweitzer

sexta-feira, 22 de junho de 2007

A frase

“Não tenho medo de ninguém! Quem me comeu a carne, vai ter que comer os ossos!”
Paulo Pereira Coelho, vereador do PSD na C.M. da Figueira da Foz

Contagem decrescente

Contagem decrescente e... final

7, 6, 5, 4, 3, 2, 1, 0 - ZÉ L..R~. Estás perdoado!!! Pelo menos, tu não disfarças...

Isto é que é publicidade

Prevenção rodoviária brasileira!!!














Recebido por e-mail



Civismo...

Civismo... ou falta dele!!!

Este, infelizmente, faz parte do pão nosso de cada dia. Desconsideração por aqueles que têm problemas de deficiência motora. Alguns, até com responsabilidade pela posição que ocupam, marimbam-se para as preocupações (direitos) dos outros e, por comodismo, falta de civismo e de educação, ocupam lugares que lhes não pertencem ou que, sei lá, por dificuldades mentais, se arrogam o direito de alegar que aqueles lugares também lhes pertencem... (A carapuça é para enfiar a quem lhe couber).
Esta foto foi colhida esta manhã, e nem vale a pena dizer onde foi captada, porque isto acontece um pouco por todo o lado.

efemérides

22 de Junho de 1902

Inicia-se uma Quermesse na Praça Nova (hoje, Praça 8 de Maio), na Figueira da Foz, em benefício da secção náutica da Associação Naval 1.º de Maio.
Emtre outras pessoas, enviam prendas SS. MM. El-Rei e Rainha D. Maria Pia.
22 de Junho de 1930

Morre António Cachola, remador da Associação Naval 1.º de Maio. O barco de que era tripulante naufragou devido a um choque com outro barco do Ginásio. O remador não sabia nadar.
22 de Junho de 1939
O Orfeão Figueirense David de Sousa visita Leiria, onde presta homenagem aos Mortos da Guerra. À noite, no Teatro Maria Pia, realiza um brilhante espectáculo a favor da "Sopa dos Pobres" daquela cidade.
22 de Junho de 1980
Assinala-se o 50.º aniversário da morte de António Cachola, com uma romagem ao cemitério, onde discursaram o jornalista Aníbal Correia de Matos (meu Pai) e o major Raul Esteves Traveira.

O pensamento do dia

No momento em que o homem reconhece que seus pais estavam com a razão é que os seus filhos começam a dizer-lhe que ele está por fora.
Aldo Cammarota (Buenos Aires)

Entrevista

Excerto duma entrevista do CNID (Associação dos Jornalistas do Desporto), a Paulo Bento, treinador do Sporting:


"CNID – A propósito de Comunicação Social, o CNID sugeriu, no acto de assinatura do protocolo que celebrámos com a Liga Portuguesa de Futebol Profissional, que as conferências de imprensa de final de jogo tivessem presentes os dois treinadores, ao mesmo tempo, como acontece na Holanda. Seria isso possível em Portugal?

Paulo Bento – Viável... pode ser. É claro que em certos jogos, pela rivalidade existente, por uma questão de cultura, de hábito e, ainda, porque quando se chega a uma conferência de imprensa nem sempre se vai com todas as ideias arrumadas em relação ao jogo. Mas, honestamente, não me parece que pudesse haver qualquer falta de respeito ou menos ética se os dois treinadores estivessem presentes em simultâneo. Fui apanhado um pouco de surpresa com esta pergunta e só posso dizer que se essa mudança fosse institucionalizada teria que ser respeitada. Mas, talvez seja um pouco cedo para isso..."
---
Digo eu: Em Portugal isso já acontece no basquetebol. Mas são coisas diferentes... Imaginem certas declarações feitas individualmente serem proferidas lado a lado...
Que mudava alguma coisa, disso ninguém tenha dúvidas.

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Parque radical

Na Avenida do Brasil (Figueira da Foz), um novo Parque Radical




Assim, sim. Bem andaram os responsáveis, atendendo às reclamações e observações feitas, desmantelando o equipamento do anterior Parque Radical, situado na Avenida do Brasil, na cidade da Figueira da Foz (freguesia de Buarcos) e erguendo outro, em condições totalmente diferentes.
Quanto às chamadas de atenção aos utentes (vide aviso na foto), tudo bem, mas... continuamos a viver num país em que todos (ou quse todos) fogem às responsabilidades.


O pensamento do dia

Não somos responsáveis apenas pelo que fazemos, mas também pelo que deixamos de fazer.
Molière

quarta-feira, 20 de junho de 2007

Política...

"Discussão entre peixeiras acabou reunião de câmara


Uma discussão entre peixeiras provocou o fim prematuro da reunião de câmara"

.
In As BEIRAS on-line
.
Digo eu: Isto só prova que as peixeiras têm aprendido bem a lição. Isto seria o que diria o Eça se ainda cá estivesse...

A frase

"...com honestidade, não estão criadas condições para a Liga continuar."
Fernando Tavares, vice-presidente do Benfica para as modalidades, referindo-se à Liga de Basquetebol Profissional.
..
Acrescento eu: Será que, finalmente, se vai chegar à conclusão de que o campeonato, tal como se disputa, não tem qualidade para promover os atletas portugueses e a própria modalidade em si? Há muita gente que defende (pessoalmente corroboro) que a criação do campeonato da Liga veio roubar interesse ao basqutebol português.
Repare-se que na época anterior apenas participaram nove equipas, sendo apuradas oito (!) para o play-off"...
Se se quer falar apenas em espectáculo, então ainda alguma coisa (embora muito pouco) se aproveitou.
Enfim, puseram a Ovarense e o FC Porto a jogar 11 vezes numa só competição...

O pensamento do dia

O orgulho é o caminho do erro.

Antero de Figueiredo

terça-feira, 19 de junho de 2007

Contagem decrescente

Contagem decrescente

8 - Interrompida temporariamente a contagem. Detectada uma manobra de diversão.

efemérides

19 de Junho de 1910

O "Rancho do Vapor", da Figueira da Foz, desloca-se a Viseu onde se exibe com o agrado de milhares de pessoas.

19 de Junho de 1918

Sai o primeiro número do jornal "O Figueirense", sob a direcção de José Cardoso e José da Silva Fonseca.

19 de Junho de 1938

É inaugurado o Matadouro do Paião - Figueira da Foz.

O pensamento do dia

Semeia um pensamento e colherás um desejo; semeia um desejo e colherás a acção; semeia a acção e colherás um hábito; semeia o hábito e colherás o carácter.
Tihamer Toth

segunda-feira, 18 de junho de 2007

Futebol

Igor Miguel na Naval. Era este...

Na altura (27 de Maio), foi-me apresentado apenas como Miguel, oriundo das escolas do Boavista e emprestado ao Famalicão.
Captei esta foto na ocasião, publiquei-a neste blogue, e, afinal, trata-se de IGOR MIGUEL, cuja contratação ontem salientei, mas que é, efectivamente, fruto das escolas do Boavista mas jogava no Ribeirão, da 2.ª divisão...
O segredo foi a alma do negócio...
AJM (texto e foto)

ALERTA AMARELO

Mau tempo - Alerta amarelo
O Norte e o Centro de Portugal continental estarão em alerta amarelo a partir da noite de hoje e até ao meio-dia de terça-feira devido à previsão de chuva e vento fortes, anunciou a Protecção Civil. O aviso Amarelo, o segundo de uma escala de quatro, que significa uma situação de risco para determinadas actividades dependentes da situação meteorológica, é válido para os distritos de Leiria, Coimbra, Aveiro, Porto, Braga e Viana do Castelo.

Contagem decrescente

Contagem decrescente:

9 - Não basta ser-se sério (quando se é...); é preciso parecê-lo.

Nova piscina do Ginásio


Providência cautelar


No Tribunal Judicial da Figueira da Foz foi esta tarde julgada a providência cautelar interposta pela Naval 1.º de Maio contra a Câmara Municipal e o Ginásio Clube Figueirense, na tentativa do clube navalista conseguir a suspensão da projectada demolição da Carreira de Tiro Municipal para ali ser construída a Piscina do Ginásio.


O juiz atendeu (temporariamente) a pretensão da Naval, determinando que a Câmara conserte com o clube a construção duma alternativa para que os atiradores, de que faz parte o olímpico João Costa, possam prosseguir a sua actividade desportiva.


Recorde-se que o presidente do município, Duarte Silva, já, em entrevista publicada no "Correio da Figueira", de 3 de Dezembro de 2003, garantira: "A carreira não será destruída sem que outra, com as mesmas características, esteja em funcionamento."

Efemérides

18 de Junho de 1877

Sai o primeiro número do jornal "Correspondência da Figueira".
18 de Junho de 1911

Termina a fundição da estátua de Manuel Fernandes Tomás.
18 de Junho de 1939

Os soldados do Regimento de Infantaria 20, aquertelado na Figueira da Foz, juram solenemente fidelidade à Pátria, acto conhecido por juramento de bandeira. Foi a última cerimónia efectuada, por ter sido extinta aquela Unidade.
18 de Junho de 1960
No Grande Casino Peninsular (Casino da Figueira), realiza-se uma festa em benefício do "Lar do Comércio", tendo à frente do elenco, Amália Rodrigues.





O pensamento do dia

Tola é a ovelha que se confessa ao lobo.

Popular

domingo, 17 de junho de 2007

Futebol

ESQUERDINO JOGAVA NO RIBEIRÃO, EMPRESTADO PELO BOAVISTA

O lateral-esquerdo Igor, de 23 anos, é mais um dos reforços do clube figueirense, tendo assinado um contrato válido por duas épocas com mais uma de opção.
Natural de Vila Nova de Gaia, o jovem jogador esteve na época anterior emprestado pelo Boavista ao Ribeirão, da 2.ª divisão, e conta com um título de campeão nacional de juniores pelos axadrezados.
A pouco e pouco vão sendo conhecidos os reforços da equipa de Chaló para a abordagem ao campeonato da principal Liga do futebol português, com a particularidade de alguns deles serem pescados em escalões inferiores.
ANÍBAL JOSÉ DE MATOS in RECORD on-line

A...s frase...s

Não me resigno...
"Não me resigno à passividade perante os indicadores persistentes do nosso atraso em relação aos parceiros europeus. Não me resigno aos fracos níveis de crescimento económico, ao abandono escolar preocupante, à pobreza e exclusão social de tantas famílias, à escassa dimensão das componentes científica e tecnológica no nosso aparelho produtivo."

Aníbal Cavaco Silva, presidente da República de Portugal.

Efemérides

17 de Junho de 1941


Sai a publicação do 1.º número do jornal "Defesa da Beira", de que foi fundador meu tio-avô Joaquim Gomes d'Almeida e, mais tarde, propriedade de meu Pai, Aníbal Correia de Matos, e de que eu próprio fui Director.

Efemérides





17 de Junho de 1922

A Figueira da Foz associa-se ao júbilo nacional causado pela chegada ao Brasil dos aviadores Gago Coutinho (à direita) e Sacadura Cabral (à esquerda).

Os sinos repicaram, estralejaram foguetes e as Filarmónicas Figueirense e Dez de Agosto peercorreram as ruas, executando o Hino Nacional.

O comércio encerrou as portas e forças de Infantaria e Artilharia assistiram ao içar da Bandeira Nacional nos Paços do Concelho.

Porque hoje é Domingo

É um cientista bem medíocre aquele que pretende poder passar sem fé ou sem Deus!
Werner Von Braun, criador dos foguetões que levaram o homem à Lua.

sábado, 16 de junho de 2007

Futebol

Mais um reforço para a Naval

Chama-se HUGO SANTOS, vem do Operário dos Açores. Tem 24 anos, mede 1,90, assinou hoje um contrato com a Naval por duas épocas mais uma de opção.

1.ª Maravilha de Portugal!!!

Recebida por e-mail

Actualidade

Assaltada a carreira de tiro municipal
Durante a noite foi assaltada a carreira de tiro municipal da Figueira da Foz, situada no complexo desportivo do Estádio Municipal José Bento Pessoa.

Efemérides

16 de Junho de 1940
Realiza-se na sede da Associação Naval 1.º de Maio uma festa de homenagem a António Augusto Esteves (Carlos Sombrio), que nos Jogos Florais da Primavera, organizados pela Emissora Nacional, alcançou o primeiro prémio com o conto "Gente do Mar", lido naquela festa pelo autor.

O pensamento do dia

O homem que quer seguir sozinho pode partir hoje, mas o que quiser seguir acompanhado tem de esperar até que o outro esteja pronto.
Henry David Thoreau

sexta-feira, 15 de junho de 2007

Futebol


João Ribeiro fora dos sub-20
O jogador da Naval, João Ribeiro, foi um dos excluídos da selecção nacional de futebol de sub-20 que vai disputar o campeonato do mundo do escalão no Canadá.
O jovem atleta, um dos mais promissores atletas do emblema figueirense, perdeu, desta forma, uma rara oportunidade de somar pontos ao seu palmarés.

Contagem decrescente

Começou a contagem decrescente:

10 - Nunca é tarde para se cair no conto do vigário.

Leituras

"Balanço à vida

Ou a vida é um acto religioso - ou um acto estúpido e inútil.
Considero os meses mais felizes da minha vida aqueles em que eu e minha mulher fomos viver para uma aldeia remota. Ainda hoje me penetra a solidão perfumada dos montes. A casa não tinha vidros e à noite o silêncio doirado de estrelas entrava pelas janelas e desabava sobre nós... Há horas em que as coisas nos contemplam, e estão por um fio a comunicar connosco. Às vezes é um nada, um momento de êxtase em que distintamente ouvimos os passos da vida caminhando. O homem sozinho está mais perto de Deus e das coisas eternas. Sabe-lhe melhor a vida, compreende melhor a morte. Um pormenor que o interesse entranha-se-lhe na alma para sempre, como um perfume que nunca mais se esvai... Ainda este ano o Maio foi tão quente que toda a noite se lavrou ao luar..."

Raul Brandão, em VALE DE JOSAFAT (1933)

Futebol


EX-CAPITÃO PROMETE ABRIR O LIVRO

Fernando está em guerra com a Naval. O defesa-central brasileiro, colocado na lista de dispensas, ameaça recorrer aos tribunais se não lhe forem saldados valores financeiros que considera que lhe são devidos.O ex-capitão da equipa da Figueira da Foz está revoltado com o comportamento dos dirigentes do emblema navalista, a quem acusa de serem “lobos vestidos de cordeiros”. Fernando, que antes de partir para férias no Brasil, tinha a garantia de que ia ficar, diz agora que nem quer ouvir falar do clube. “Quero a maior distância possível.” E promete abrir o livro: “Depois de estar tudo tratado vou falar e vai ser forte!”O defesa-central Fernando revelou ainda ter propostas de clubes europeus, estando em equação uma proposta que recebeu do Beira-Mar.
ANÍBAL JOSÉ MATOS in Record on-line

Efemérides

15 de Junho de 1911
Inicia-se, em lisboa, a fundição da estátua do figueirense Manuel Fernandes Tomás. Na Praça Nova (hoje, Praça 8 de Maio), já se encontra erguido o pedestal sobre o qual a estátua será colocada e inaugurada no dia 24 de Agosto.

O pensamento do dia

"O que é a civilização? Um misto de segurança e cultura, de liberdade e ordem: segurança pública, por meio da moral e da lei; segurança económica, por meio da continuidade de produção e permuta; cultura, graças às facilidades para aquisição e transmissão dos conhecimentos, das maneiras, das artes. A civilização é algo intrincado e precário, que depende de inúmeros factores, dos quais um ou alguns podem determinar grandeza ou decadência."
Will Durant

quinta-feira, 14 de junho de 2007

Alta segurança!!!

Recebido por e-mail

É que todos os cuidados são poucos...

Efemérides

14 de Junho de 1937

Morre, no deserto de Mossâmedes, onde se encontrava em missão científica, o figueirense Dr. Luís Wittnich Carriço.

Professor universitário e naturalista, nasceu na Figueira da Foz em 14 de Fevereiro de 1866.

Era licenciado em Filosofia Natural, pela Universidade de Coimbra. onde também se doutorou em Ciências Histórico-Naturais.

Foi professor catedrático da Faculdade de Ciências.

O pensamento do dia

Os insensatos não compreendem como se enlaçam o merecimento e a felicidade.

Goethe

quarta-feira, 13 de junho de 2007

Estacionamento

O estacionamento na Avenida 25 de Abril, na Figueira da Foz, passa a ser pago a partir do próximo dia 1 de Julho, no sentido Buarcos/Figueira.

Ora aí está uma medida gira...


Efemérides

13 de Junho de 1911
Na Figueira da Foz é oficialmente determinado que seja feriado municipal o dia 24 de Agosto, que assinala o triunfo da Revolução de 1820, chefiada pelo figueirense Manuel Fernandes Tomás.

O pensamento do dia

A ociosidade mata o espírito, assim como a ferrugem destrói o ferro.
Popular

terça-feira, 12 de junho de 2007

Futebol

Apito Dourado

Pinto da Costa acusado de corrupção activa

"O presidente do Futebol Clube do Porto, Pinto da Costa, foi hoje acusado do crime de corrupção desportiva no âmbito das investigações do processo Apito Dourado ao jogo Porto-Estrela da Amadora em 2004, conhecido como «caso da fruta»".

In SOL on line


A Figueira no seu melhor...

Este é um belo exemplo dum ecoponto...

Para a reciclagem não podia estar melhor...

A Figueira no seu melhor...

Um marco de correio florido...

Vejam como se cuida dos passeios. Com um estilo primaveril, até o marco de correio, junto ao Centro de Saúde de S. Julião está florido!!!

Efemérides

12 de Junho de 1911
A Associação Comercial da Figueira da Foz telegrafa ao ministro da Guerra, solicitando a colocação, nesta cidade, do Regimento de Infantaria 28, recentemente criado e que ainda não tem quartel designado.

O pensamento do dia

Quase todas as nossas faltas são mais perdoáveis do que os métodos que inventamos para ocultá-las.
La Rochefoucauld

segunda-feira, 11 de junho de 2007

Figueirense publica e leva à cena

Rui Matos publicou mais uma obra

Esta é a capa de "Os Taxistas da Praia", livro para os mais pequenos, publicado pelo figueirense Rui Matos, e que retrata cenas da vida da Figueira da Foz
Rui Matos, Licenciado e Mestre em Educação Física e Professor da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Leiria, na apresentação do seu novo livro, em Santa Eufémia

A peça inspirada no livro "Os Taxistas da Praia", foi, ontem, 10 de Junho de 2007, representada no âmbito do Projecto designado "Oficina de Expressão Corporal, Musical e Dramatização", promovido pelo TASE - Teatro de Animação de Santa Eufémia - Leiria, sob a orientação de David Gouveia e Gina Cordeiro.


As crianças de Santa Eufémia, com uma actuação que mereceu fortes aplausos, durante a representação.

"Esta história que vos vou contar fala de três animais que, todos os verões, rumam à cidade da Figueira da Foz.
Uma cegonha, um camelo e um golfinho escolhem, sem o saberem, o mesmo local para passarem as suas férias.
A Cegonha Vergonha instala-se na Torre do Relógio, junto à Avenida Marginal, onde a praia começa. É lá que, todos os anos, reconstrói o seu enorme ninho feito de gravetos.
O Camelo Só-Pêlo percorre, incansavelmente, o imenso areal da Praia da Figueira, pernoitando no acolhedor oásis, protegido pelas pequenas palmeiras lá existentes.
Por último, o Golfinho Saltinho. Como seria de esperar, não dispensa a companhia do mar. Conhece como ninguém todas as correntes e canais da foz do Mondego, assim como todas as rochas e conchas do fundo do mar.
Este Verão, algo se vai modificar. Finalmente, estes três banhistas especiais vão encontrar-se, e nada vai ficar como antes..."

Efemérides

11 de Junho de 1903
A Associação Artística Figueirense dedicou, neste dia, no Teatro Príncipe, uma récita ao curso do 4.º ano jurídico de 1902/1903 da Universidade de Coimbra, com o seguinte programa:
Palavras à beira-mar, pelo rev Pad'Zé; O genro do Caetano, pelos amadores figueirenses Emília Rodrigues, A. Marques, Costa Pinto, Luís Dias Guilhermino, F. Neves e Pais. Solos de guitarra pelo estudante A. M. Coelho e Depois da toirada, por um grupo de estudantes.

O pensamento do dia

Não quero comprometer-me nem com o céu nem com o inferno. Tenho amigos nos dois lugares.

Mark Twain

domingo, 10 de junho de 2007

Futebol

Naval vence Torneios de Futebol de 7

As equipas de escolas e infantis da Naval, vencendo ambas, nas finais, a União de Leiria pelo mesmo resultado: 1-0, conquistaram os troféus destinados aos primeiros classificados da 2.ª Naval Cup Simões de Oliveira, em futebol de sete, que ontem decorreu no Estádio Municipal José Bento Pessoa, e reuniu 24 equipas.
No escalão de escolas, subiram ao pódio, por esta ordem, Naval A, União de Leiria e CADE (Entroncamento).

Em infantis, os três primeiros classificados foram Naval, União de Leiria e Beira-Mar.
Leonardo Martins, do Beira-Mar, em escolas, foi considerado o melhor jogador e no escalão de infantis o ceptro foi para João Saltão, do Esperança de S. Martinho (Coimbra).
Os prémios de fair-play foram atribuídos à VATECA (escolas) e à União de Leiria (infantis).

Efemérides

10 de Junho de 1920
No quartel de Infantaria 20, na Figueira da Foz, é solenemente inaugurada a lápida contendo os nomes dos oficiais e praças desse Regimento mortos na 1.ª Grande Guerra.
10 de Junho de 1922
É inaugurada a luz eléctrica no Hospital da Santa Casa da Misericórdia, na Figueira da Foz.

Porque hoje é Domingo

O mistério não é um muro onde a inteligência esbarra, mas um oceano onde ela mergulha.
Gustav Thibon

sábado, 9 de junho de 2007

Motociclismo

Enduro na Figueira da Foz


Está a decorrer a XXII edição do Enduro da Figueira da Foz, uma competição que conta com elevado número de participantes.
Nas imagens, colhidas esta manhã, a concentração das motos no Parque de Emide.

Futebol

Naval Cup de Futebol de 7 - Simões de Oliveira





Está a decorrer neste sábado, no relvado do Estádio Municipal José Bento Pessoa, na Figueira da Foz, a segunda edição do Naval Cup Simões de Oliveira, em futebol de 7.
Estas são algumas imagens dos jogos entre "miúdos", colhidas há momentos. É uma festa do futebol.


Festa da Sardinha no Coliseu (!)

"Este ano, porém, a Festa da Sardinha do Coliseu Figueirense recebeu uma visita (in)esperada: a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) fiscalizou o local no momento em que a organização acabava de proceder á cerimónia oficial de abertura do evento gastronómico. Mas a festa não parou. “Pedimos desculpa às pessoas que tiveram de esperar um pouco mais tempo para serem servidas. Mas, além desse pequeno atraso, tudo correu dentro da normalidade”, disse Miguel Amaral, administrador do Coliseu Figueirense.
Fonte da ASAE explica ao DIÁRIO AS BEIRAS que foram apreendidos o caldo verde e as sobremesas, por falta de condições higieno-sanitárias e técnico-funcionais. “O caldo verde estava a ser confeccionado no local (sem as citadas condições) e as sobremesas foram confeccionadas em casas particulares, o que não é permitido por lei. Além disso, as sobremesas foram transportadas à margem da legalidade. "
In as BEIRAS on line
Não sei porquê, mas isto cheira-me a esturro...

Efemérides

9 de Junho de 1940
São colocadas à disposição do público as novas instalações sanitárias contruídas junto ao Tennis Clube da Figueira da Foz, (onde hoje se situa a Praceta Ledesma Criado).
Pela sua configuração, em forma de mausoléu, o jornalista figueirense Raymundo Esteves apelidou-as, nos seus saborosos comentários críticos, de "sarcófagos", designação por que ficaram conhecidos.

O pensamento do dia

O amor é a mais interessante de todas as formas da experiência humana; e muito nos espanta que tenha sido tão pouco estudado na sua origem e no seu desenvolvimento. Que majestoso caudal de literatura tem determinado em todas as línguas! Que inesgotável fluxo de poesia épica, lírica, dramática, romântica ele criou! E quão pouca ciência, quão poucos esforços para investigar essa maravilha, para encontrar a sua fonte e natureza, e as causas do seu maravilhoso envolver desde a simples fusão de protozoários até à devoção de Dante, ao êxtase de Petrarca, à lealdade de Heloísa para com Abelardo!
Will Durant

sexta-feira, 8 de junho de 2007

A foto do dia

Esta é a foto do dia... que, por acaso foi à noite...

" Mosquito" (o meu gato e companheiro fiel) espreguiçando-se. Sei que a foto só tem interesse para mim mas desculpem lá, achei piada à posição!

Para descontrair...

Três homens morreram e foram para o céu. Ao chegarem, S. Pedro perguntou ao primeiro se fora fiel a sua mulher. O homem confessou ter tido duas aventuras durante a sua vida de casado. S. Pedro disse-lhe que só podia receber um pequeno carro para andar no céu.
Então, S. Pedro perguntou ao segundo homem se fora fiel à mulher e ele confessou ter tido uma aventura. S. Pedro disse-lhe que lhe seria dado um carro de tamanho médio.
Interrgogado por sua vez, o terceiro homem disse a S. Pedro que fora fiel para com a mulher até ao último dia. S. Pedro elogiou-o e deu-lhe um carro de luxo.
Uma semana depois, andavam os três homens a passear de carro e pararam todos num sinal vermelho. Os homens dos carros pequeno e médio voltaram-se e viram o homem do carro de luxo a chorar. Perguntaram-lhe o que se passava - afinal, estava ao volante de um carro de luxo.
- Acabo de passar pela minha mulher - disse-lhes ele - e ela ia de skate.

O pensamento do dia

A escuridão envolve-nos a todos, mas, enquanto o sábio tropeça numa parede, o ignorante permanece tranquilo no meio da sala.
Anatole France

quinta-feira, 7 de junho de 2007

A...s frase...s

"Faço minhas as suas palavras. A falta de confiança que [Duarte Silva] me dirigiu na altura é exactamente a mesma que, naturalmente, passou a existir, desde aquele dia para a frente".
Paulo Pereira Coelho, vereador do PSD, a propósito de ter alinhado com o PS para tirar poderes ao presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz.

Para a história da Figueira - LXXXVII

A Rua da Liberdade (então conhecida por Rua das Árvores), na Figueira da Foz, em 1935, numa foto publicada pelo Diário da Praia.
Hoje, qualquer semelhança, é pura coincidência.