sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Está à porta

FELIZ ANO NOVO

FELIZ AÑO NUEVO

HAPPY NEW YEAR

FELICE ANNO NUOVO

GODT NYTÅR

ΕΥΤΥΧΙΣΜΕΝΟ ΤΟ ΝΕΟ ΕΤΟΣ

BOLDOG ÚJ ÉVET

SELAMAT TAHUN BARU

Athbhliain faoi Shéan

明けましておめでとうございます

GODT NYTT ÅR

LA MULTI ANI

С НОВЫМ ГОДОМ

CHÚC MỪNG NĂM MỚI

domingo, 22 de dezembro de 2013


5.ªs de leitura
na Biblioteca da Figueira da Foz

 

Com o ano de 2013 praticamente a terminar, é já conhecida a primeira convidada da próxima edição do projeto «5as de Leitura», agendada para 23 de janeiro, às 21h30, na Biblioteca Municipal da Figueira da Foz. Ana Luísa Amaral, poeta, professora da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e investigadora, entre outras matérias, de Estudos Feministas e Estudos Queer, vai apresentar ao público figueirense o seu livro de estreia na prosa, o romance «Ara» (edição sextante).

A última edição de 2013 das «5as de Leitura», realizada no passado dia 12, contou com a presença do escritor viajante, o figueirense Gonçalo Cadilhe, que apresentou “A Ditadura das Raízes”.

 


Se não tivesse nascido nesta cidade (Figueira da Foz) é provável que nunca tivesse desenvolvido o gosto pelas viagens”, disse o autor.

Apesar de não exercer, profissionalmente, a sua área de formação – Licenciatura em Gestão de Empresas – Gonçalo destaca que “nunca” deixou de ser gestor.

Perceber a altura ideal para avançar com novos projetos e encontrar fundos para eles, não é mais do que uma Análise de Risco”, explica. Gonçalo Cadilhe tem passado para os livros toda a experiência vivida nas dezenas de viagens que tem realizado.

Para além dos dez livros já publicados, Gonçalo Cadilhe é autor, entre outros, de um documentário, realizado para a RTP2, resultado de uma viagem pelos lugares da vida de Fernão de Magalhães.

Viajo profissionalmente e, talvez, a parte mais dolorosa deste trabalho é recusar todas as solicitações que o destino me vai propondo”, reflete, lembrando que cada viagem acarreta em si um objetivo definido de acordo com o projeto a desenvolver.

Viajo com muito peso. Esse peso são os livros que me acompanham ao longo da viagem”, disse.

Questionado pelo público sobre «qual o lugar, país em que se sentiu em casa», Gonçalo Cadilhe foi perentório na sua resposta: “a Figueira da Foz é o único local onde me sinto verdadeiramente em casa”.

Existe uma ditadura das raízes, uma «prisão» que nos liga ao lugar onde nascemos”, realça.

 

De sublinhar que ao longo dos últimos quatro anos, mais de duas mil pessoas assistiram às «5as de Leitura», um projeto que acolheu 42 autores.

sábado, 14 de dezembro de 2013

Tempo de Natal

Ontem (sexta-feira) foi Dia de Natal para o 1.º Jardim-Escola João de Deus, da Figueira da Foz.
A festa decorreu no Grande Auditório do Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz (CAE).
.
Nota: Alguns problemas de saúde do responsável, têm contribuído para que PRESENTE não tenha estado muito ativo nos últimos tempos, mas, se Deus quiser, tudo vai voltar à normalidade. Grato pela atenção de alguns Amigos.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

TVI

Em mau português...
Assim se escreve em mau português...
CartuXos só na TVI... Corretamente escreve-se cartuCHos.
Existe o termo cartuxo mas com referência a Ordens religiosas.

Ontem e... hoje

Ontem...
na Figueira da Foz...
 
Hoje...

 
 ...em Viana do Castelo


(Honi soit qui mal y pense)...
 
 
 
 
Flores da Gala
Uma foto histórica
Há uns anos atrás...
Grupo Folclórico Flores da Gala, do CRP do Desportivo Clube Marítimo, sediado na Gala (Figueira da Foz)

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Figueira da Foz em imagens

Imagens da minha terra
 
"O mar"
Cabo Mondego - Figueira da Foz - 3 de dezembro de 2013

Tempo de NATAL

"Virgem com o Menino"
Gravura do séc. XVIII - Desenhada por S. Bourbon, executada por P.Mariette - Escola Superior de Belas Artes do Porto.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Ciclovias,
montanhas de disparates
In Revista do ACP, integrada num artigo sob o título: "Ciclovias: cada cabeça sua sentença".
Claro que esta foto é apenas uma gota de água no oceano de disparates que quer em Buarcos, quer na cidade da Figueira da Foz foram implantados nos últimos tempos.
Um dos mais caricatos acontece na Avenida 1.º de Maio, junto ao campo de treinos do Estádio Municipal e Pavilhão do Ginásio Clube Figueirense, onde foram suprimidas dezenas de zonas de estacionamento para automóveis (estes passaram a utilizar o passeio para peões...) para, em seu lugar, colocarem uma área "ciclável"...
.
"Uma ciclovia é uma via para bicicletas construída de forma independente da rua ou estrada para automóveis." (ACP)

domingo, 24 de novembro de 2013

Figueira da Foz em imagens

Imagens da minha terra
A praia da Figueira da Foz (Portugal) "invadida" pelos "todo-o-terreno" durante a Ronda dos Castelos em abril de 1991.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013


Defender os animais
 

Quem não tem medos?
No passado sábado decorreu no Museu Municipal Santos Rocha da Figueira da Foz a atividade Afinal quem não tem medos?
Dinamizada pela psicóloga Vera Silva Santos, contou com a participação de alunos do Conservatório de Música David de Sousa (CMDS) e do Instituto Tecnológico e Profissional da Figueira da Foz (INTEP - Curso Técnico de Apoio à Infância), orientados pelo professor André Madaleno.
Depois de uma intervenção/dramatização inicial realizada pelos alunos do Conservatório de Música David de Sousa, sobre os seus medos, seguiu-se a realização de atividades práticas com crianças, asseguradas pelas alunas do Instituto Tecnológico e Profissional da Figueira da Foz - Curso Técnico de Apoio à Infância e uma intervenção  teórica para adultos, assegurada por Vera Silva Santos.
Seguiu-se uma curta visita,  às escuras,  ao Museu, na qual foram colocados em prática os ensinamentos da iniciativa, que se resumem a saber enfrentar os nossos medos.

Figueira gastronómica


quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Naval 1.º de Maio em crise

Presidente da Câmara
defende eutanásia
mas moribundo resiste
Começa a diluir-se a "sentença" do escritor figueirense Carlos Sombrio (pseudónimo de António Augusto Esteves), quando afirmou que a Naval 1.º de Maio era "obra sonhadora do Povo, erguida pelo Povo, mantida pelo Povo - será eterna como a alma do próprio Povo".
O emblema figueirense transita pela maior crise da sua existência, crise marcada por um início que teve como base o incêndio que destruiu a sua sede e com ela grande parte do património histórico.
Lá diz o ditado que "quem ao mais alto quer subir ao mais baixo vai cair" e a subida e permanência no escalão maior do futebol nacional teve o seu preço e lançou o clube pelo desfiladeiro das desilusões.
Endividado, desacreditado, inclusive pelas altas instâncias do futebol mundial, agoniza num oceano de incertezas qual corpo inerte sem destino.
Espera por um milagre, e, numa situação inédita no seu historial, um presidente da Câmara apresentou uma sugestão cujo significado é dum enorme alcance e faz tremer a memória de quantos, ao longo dos seus 120 anos de existência, tanto fizeram para o seu nascimento e manutenção.
João Ataíde, presidente da edilidade figueirense, sugeriu a extinção do clube e criação dum outro em sua substituição.
Ao que consta, o ainda presidente do clube e da SAD navalista, Aprígio Santos, terá recusado enveredar por esse caminho, preferindo que o emblema vegete à espera duma solução a surgir sabe-se lá de onde.

O pensamento do dia


sábado, 16 de novembro de 2013

O pensamento do dia


Futebol

Portugal, 1 - Suécia, 0
Ronaldo abre porta para o Mundial
Cristiano Ronaldo marcou o golo que deu a vitória à seleção portuguesa de futebol, abrindo o caminho para o Mundial do Brasil.
Desta feita vi o jogo, com som, já que, felizmente para mim, não estava lá o senhor Freitas Lobo...
O prazer foi a dobrar!!!

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Inovação e Criatividade


A convite do Comité Nacional Português do ICOM ( Internacional Council of Museums), o Museu Municipal Santos Rocha da Figueira da Foz, irá participar na Festa dos Museus, uma iniciativa inédita, que integra o programa do Festival IN – Festival Internacional da Inovação & Criatividade, que se realiza entre 14 e 17 de novembro na FIL, em Lisboa e cujos objetivos principais são a promoção e divulgação do melhor que se faz, em Portugal, no campo das Indústrias Criativas.

O Festival IN, com organização da Fundação AIP, apresenta-se, assim, como um evento inovador, ancorando experiências sensoriais (interações físicas e virtuais) nos mais diversos setores, que têm a sua origem na criatividade individual, habilidade e talento – Cultura, Artes, Multimédia, Telecoms e Tecnologias da Informação e Comunicação. O Festival IN é o primeiro Festival do género à escala mundial, e pauta-se por ser a maior concentração em Portugal, de atividades, ideias, protótipos e produtos inovadores e criativos.

A primeira edição do Festival IN contará, no seu programa, com conferências, speed conferences, workshops, espaços de lazer e interativos, showcases e áreas para os empreendedores exporem as suas criatividades.


 

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Música no Tubo


Na Biblioteca da Figueira da Foz

Dia da Língua Gestual Portuguesa
 
 
A Biblioteca Municipal da Figueira da Foz vai comemorar, sexta-feira, 15 de novembro decorrente, pelas 10H30, em colaboração com a Escola Superior de Educação de Coimbra, o Dia da Língua Gestual Portuguesa, com uma ação de divulgação orientada por professores e alunos de Licenciatura naquela área e dirigida à comunidade escolar da Figueira da Foz.
 Esta ação tem por objetivo chamar a atenção para esta realidade, reconhecida em 1997 pela Constituição da República Portuguesa como a segunda língua oficial do país e utilizada por milhares de portugueses da comunidade surda, seus familiares, amigos, professores, etc.
A Língua Gestual Portuguesa,  (LGP), é utilizada pelos surdos portugueses, possui um vocabulário e gramática próprios e baseia-se nos movimentos, configuração e orientação das mãos e na expressão facial das pessoas que comunicam desta forma.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Para a história do desporto figueirense

Taça Salazar
Bodas de Diamante
do filme de Manuel Santos
Em 12 de novembro de 1938 (há 75 anos que hoje se completam), no Teatro Parque-Cine, na Figueira da Foz (Portugal), é estreado o documentário "Primeira Disputa da Taça Salazar", realizado pelo figueirense Manuel José dos Santos.
Aquela competição internacional, em remo, que tinha como principal troféu a monumental Taça Salazar, o mais importante e valioso trofeu alguma vez disputado na modalidade em Portugal, realizou-se, pela primeira vez, no verão de 1936 no estuário do Rio Mondego, na Figueira da Foz.
 
 

O pensamento do dia


sábado, 9 de novembro de 2013

Uma frase inteligente...
... "Normalmente, quem marca mais golos é que ganha os jogos"
 
Jorge Jesus, treinador do Benfica, após a vitória por 4-3 (no prolongamento), sobre o Sporting, para a Taça de Portugal, em futebol.
Nem o filósofo Sócrates assinaria uma frase tão lapidar e inteligente!!!
 
 

Mais um ano

Após umas semanas muito atribuladas,
este jovem assinala hoje,
graças a Deus, mais um aniversário.