quinta-feira, 30 de abril de 2009

Para a história do desporto figueirense

Atiradores do Sporting Clube Figueirense (Figueira da Foz - Portugal)
em 1963

Leituras

"A cidade que ele [rio] banhava não era bonita nem feia. Era uma cidade vulgar de província, término duma linha de caminho de ferro, com o seu pequeno porto de mar e a sua indústria de pesca, bastante comprometida desde a recente falência do Banco.
Fornos de cal, fábricas de vidros, estaleiros navais e minas de carvão tinham alimentado, desde sempre, o povo que não trocava a terra pelo mar. Agora, porém, tornava-se desolador ver os trapiches abarrotados de hulha, sal e vasilhame, à espera de transportes que não vinham.
Em tempos não muito remotos, fora alegre e florescente aquele burgo à beira-mar. Os últimos monarcas ali passavam grande parte da época estival, o que animava bastante o comércio e, sobretudo, a vida mundana. Regatas, corridas de cavalos, concertos e récitas de gala preenchiam, com grande luzimento, as tardes e as noites dos veraneantes titulares. O Paço vetusto, com o seu torreão abobadado a espreitar o oceano e as aldeias piscatórias do litoral, lá estava, imponente e barroco, a relembrar as glórias do passado.
Mais tarde, instalara-se no enorme edifício pombalino a Associação do Comércio. E onde, outrora, ao som de música, os monarcas recebiam os cortesãos, ressoavam agora, sob uma vaga luz fumarenta, as bolas dos bilhares jogadas pelos comerciantes e burgueses da terra.
As salas eram frias, espaçosas, com azulejos holandeses do século dezoito até meia altura das paredes..."
.
Excerto de "Um Dia Fora do Mundo", do escritor figueirense, Luís Cajão, e que, pela descrição acima, transmite, sem dúvida, um aspecto, ou vários aspectos, da vida da Figueira da Foz em determinada altura da sua existência.
Trata-se de um romance escrito em 1956, editado pela "Minerva de Lisboa", que vale a pena ler, como aliás todos os seus, e foram muitos, trabalhos. É uma das obras de Cajão, esta em que, embora camufladamente, fala da Figueira da Foz e de acontecimentos alguns deles a ensombrar a vida da cidade como, por exemplo, a falência do Banco Costa & C.ª, situação que arruinou muitos figueirenses.

Para descontrair

Quadras de S. João
.
Há alguns anos, o figueirense Emanuel Cruz, que foi meu colega nos Serviços Municipalizados da Figueira da Foz, irmão do herói da aviação, Humberto Cruz e do conceituado fotógrafo Afonso Cruz, participou e ganhou um prémio num concurso organizado pelo jornal "Os Ridículos", alusivo à quadra de S. João.
Os versos com que participou este poeta da nossa terra, foram os seguintes:
.
Tenho por ti S. João,
uma fé que não disfarço,
deste-me um balão em Junho
que andou no ar até Março.
.
Com a atribuição do prémio, o jornal humorístico respondeu-lhe desta forma:
.
Tenha cuidado que as contas
saem erradas às vezes,
assim como há de nove
também há de sete meses...

O pensamento do dia

Quando nada parece dar certo, vou ver o cortador de pedras a martelar numa rocha talvez 100 vezes, sem que uma única rachadura apareça. Mas na centésima primeira martelada a pedra abre-se em duas e eu sei que não foi aquela que conseguiu isso, mas todas as que vieram antes.
.
Jacob Riis

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Dia Mundial do Sorriso

Hoje é o Dia Mundial do Sorriso !!!

Sorria que sorrir combate o stress... e a crise !!!

Para a história da Figueira da Foz CLXIV

Reproduzo aqui o prospecto de divulgação do saudoso Festival da Canção Portuguesa, na Figueira da Foz, mais um dos eventos que se perderam e que constituíram um marco importante na história da cultura local e nacional.
Num destes festivais, esteve presente, no Grande Casino Peninsular (hoje ... Casino da Figueira), o consagrado cançonetista Júlio Iglésias,pouco depois de ter triunfado no Festival de Benidorm.
Estávamos em 1961, vão, pois, transcorridos quase 48 anos.
Recordo-me de que a actuação da artista convidada Maria Teresa de Noronha teve uma actuação memorável, silenciando o vasto auditório que, depois, rompeu em entusiásticos aplausos.

O pensamento do dia

Todo o trabalho importante exerce uma influência moral. O esforço para concentrar uma determinada matéria e dar-lhe uma forma harmoniosa, eu o comparo a uma pedra atirada na nossa vida interior: o primeiro círculo é estreito, mas multiplica-se, e outros círculos mais amplos se destacam.
.
Nietzsche

terça-feira, 28 de abril de 2009

Viagens

Congonhas - Brasil
Santuário do Bom Jesus de Matosinhos



Jardim dos Passos - Via sacra com imagens de rara beleza esculpidas em cedro pelo "Aleijadinho".
.
Local considerado Património Cultural da Humanidade
.
Um passeio inesquecível em 2005




NAVAL

NAVAL NA DIVISÃO MAIOR MAS SEM SEDE HÁ 12 ANOS !!!

Fundada em 1 de Maio de 1893, a Associação Naval 1.º de Maio, a mais antiga colectividade desportiva da Figueira da Foz e uma das velhas associações do país, comemora, na próxima sexta-feira, o seu 116.º aniversário.
A equipa de futebol vai na sua quarta época no escalão maior do futebol nacional, mas o clube luta com o senão de não possuir uma sede, com os seus serviços administrativos a situarem-se, temporariamente, na antiga casa do guarda do Estádio Municipal José Bento Pessoa, por cedência da Câmara.
Completam-se, a 4 de Julho, 12 anos sobre a tragédia que recaiu sobre o clube, com o incêndio que destruiu completamente a antiga sede na Rua da República, desaparecendo, como referia a antiga responsável pela Biblioteca Municipal da Figueira da Foz, Isabel Henriques, “os vários suportes materiais da sua cultura/memória, espólio acumulado ao longo dos seus quase 105 [hoje 116] anos de história”.

Figueira da Foz

Anda o sol em liberdade
Pondo as almas em fogueira,
Queimando de felicidade
As que adoram a Figueira.
.
JOS - 1943

O pensamento do dia

A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo como os seus animais são tratados.
.
Gandhi

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Para a história da Figueira da Foz CLXIII

Traineira "Sagres" a naufragar junto ao Forte de Santa Catarina, na Figueira da Foz,
O naufrágio dá-se em 1937, no local onde hoje se situa a Avenida de Espanha...

Para a história da Figueira da Foz CLX

UMA CIDADE... CANÇÃO

Edith Mafra, protagonista de "Uma Cidade ...Canção", de 1947
.
Figueira da Foz no Cinema
.
Depois da experiência fracassada de J. Oliveira Santos (falta de verba...), com o seu filme “Dois Corações…Um Destino”, em 1939, de que apenas foi rodado o “trailer”, como salienta Luís Cajão no seu livro “As Torrentes da Memória”, o mesmo J. Oliveira Santos fazia eco, no Guia Turístico, Comercial e Industrial da Figueira da Foz, edição de 1947, de que era responsável, da rodagem de um novo filme, este da iniciativa do Cine Clube da Figueira.
E reza, assim, o texto:
.
“A Figueira da Foz na qualidade de Capital das Praias Portuguesas tinha necessidade de se mostrar ao mundo através do cinema.
Tinha necessidade e tinha justiça não só pelo seu panorama de encantadora beleza, como por toda a sua policromia.
Assim, baseando-se em factos que são reais documentos para a sua história, o “Cine Clube da Figueira” reuniu-se para a produção do seu primeiro filme – obra de exaltação nacional e propaganda da Figueira – película de grande metragem cujo título UMA CIDADE ...CANÇÃO é bem a prova de tudo quanto de belo possui esta cidade moderna e linda.
Para figuração principal do filme escolheu-se Edith Mafra e o tenor Alcides Galhardo, personagens que conduzem até final toda a história da película.
Linda música original, lindas canções e todo o pitoresco da cidade desde a largada da frota bacalhoeira para a Terra Nova, até às regatas, espectáculos taurinos, praia, mas e serra.
Um filme único no seu género que servirá para dizer aos portugueses de todo o mundo:
ISTO É PORTUGAL!”
.
De salientar que para esta película de divulgação e propaganda da Figueira “Uma cidade… canção”, o escritor figueirense José Luís Cajão assinou vários números musicais.

.

Figueira da Foz

Frases de divulgação da Figueira da Foz (Portugal)
.
Crianças e adultos encontram na Figueira da Foz, todo o pitoresco para a sua vida de prazeres, de ar livre, de contentamento espiritual.
A Figueira, como Praia, é a mais encantadora que se encontra em Portugal; como cidade, é uma espécie de roseiras onde todo o ano há rosas e cujos perfumes alongam os seus efeitos numa embriaguez que extasia.
Viver um verão na Figueira é oferecer à vida um espectáculo novo e surpreendente.
.
(Guia Turístico, Comercial e Industrial da Figueira da Foz – 1943 – Organização de J. Oliveira Santos.

O pensamento do dia

A vida dos mortos perdura na memória dos vivos.
.
Cícero

Figueira da Foz

Serra da Boa Viagem
Onde as sombras são amigas;
Por entre a verde folhagem
Anda o sabor das cantigas.
.
J.O.S. 1943

domingo, 26 de abril de 2009

sábado, 25 de abril de 2009

25 de Abril

Ainda o 25 de Abril

A recepção aos soldados do 25 de Abril de 1974, no antigo quartel do RAP3, na Figueira da Foz

25 de Abril





A Figueira da Foz, através do "seu" RAP 3 (Regimento de Artilharia Pesada 3), teve um papel preponderante na "Revolução".
Nas fotos, imagens de operações desenvolvidas por aquela unidade militar na data que hoje se comemora.
Um numeroso grupo dos militares participantes na operação, esteve hoje reunida num almoço de confraternização, num dos restaurantes da cidade da Figueira da Foz (A Cubata), e aí tive o prazer de encontrar um velho amigo, o Pião, que trabalhou comigo nos Serviços Municoalizados de Coimbra, quando eu frequentava o curso de introdução à informática, como funcionário dos Serviços Municipalizados da Figueira da Foz.


O pensamento do dia

O dom das lágrimas é a característica mais nobre da espécie humana, imediatamente depois da palavra e antes do riso.
.
Bulos Salama

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Luís de Aquino


No meu blogue "POESIA" (clicar em Meu Perfil Completo), um trabalho do poeta de Goiânia (Brasil).

Figueira da Foz

Figueira, lembras um bando
De pombas lindas ao vento,
Que ao mundo levam, voando,
Todo o teu encantamento.
.
J.O.S. - 1943

Figueira da Foz



Imagens elucidativas do desleixo.
Na rotunda da Serra da Boa Viagem, uma viatura derrubou, há vários meses, os rails de protecção.
Veja-se o estado em que os mesmos se encontram volvido todo este tempo.
Será que se está à espera de que outro automóvel ali vá parar e, desta vez, sem nada que o proteja?!!!
(Fotos de AJM-24/4/2009-09h45)


O pensamento do dia

Há quem gaste a vida toda a organizar a vida.
.
Séneca

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Ex-libris




Três ex-libris utilizados por Canavarro de Valladares, todos desenhados pelo artista figueirense António Piedade.
Canavarro de Vladares, foi advogado, notário, heraldista e genealosgista, na Figueira da Foz.
Os desenhos datam, respectivamente, de 1923, 1920 e 1933.


Para a história da Figueira da Foz CIL

A avenida junto à Praia da Figueira da Foz, no limiar do século XX. Neste local foi construída a Avenida Dr. António de Oliveira Salazar, mais tarde designada Avenida 25 de Abril de 1974.
No lugar da barreira, à direita, encontram-se hoje instalados vários estabelecimentos, como as cervejarias Sagres, Tubarão e Espanhol, para além dum posto de turismo.

O pensamento do dia

Um homem que se ocupa em demasia de si mesmo não tem tempo de conhecer os outros.
.
Menandro

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Figueira da Foz

Linda Praia da Figueira
Cheia de luz e de cor,
És sempre moça solteira,
Feita de sonhos d’amor.
.
(J.O.S. - 1943)

Arte

JOÃO MÁRIO PENICHEIRO


Em 1990 fez a sua primeira exposição, no Grande Casino Peninsular, na Figueira da Foz, cidade onde reside desde a infância.
Durante largos anos foi director artístico do Casino, onde fez magníficos trabalhos de decoração, destacando-se os cenários para as várias edições da Gala dos Pequenos Cantores.
Sobre ele disse F. Castro Rodrigues ao tomar conhecimento da obra do artista: "Apareceu de repente. Em força, mas sem alardes, sem promessas nem compromissos, com a sua maneira de ser modesta e quase a pedir desculpa por aparecer assim".
Aproveito a oportunidade para salientar que, quando fui assessor de imprensa no Casino, convivi muito de perto, por inerêmcia de cargo, com o João Mário, sendo, inclusivamente, um dos que mais o incentivaram a dedicar-se, de alma e coração, à pintura, respondendo-me senpre que não tinha tempo e que a sua residência era exígua para albergar um "atelier".

O pensamento do dia

A vida deve ser uma educação incessante; é preciso saber tudo para depois falar até morrer.
.
Flaubert

terça-feira, 21 de abril de 2009

Arte

O cais e o Teatro Príncipe D. Carlos, na Figueira da Foz, num desenho de Orsini de Miranda, poeta, escritor, desenhista e escultor.
Este trabalho foi-me oferecido pelo autor, com quem tive o grato prazer de trabalhar, dactilografando alguns dos seus trabalhos literários.
Morava na Rua dos Ciprestes, na Figueira.

Figueira da Foz

Há 30 anos o mar fez ... estrago no molhe norte delineador da entrada da barra da Figueira da Foz.

Figueira da Foz

A luminosidade com que a natureza dotou a praia de banhos da Figueira da Foz, não tem igual no mundo.
.
(Hugo Hass, actor e realizador cinematográfico- 1939).

O pensamento do dia

A poesia é a música que todos os homens trazem dentro de si.
.
Shakspeare

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Dia Mundial da Dança








Esta tarde, no Casino da Figueira, a Prof.ª Daia assinalou o Dia Mundial da Dança, com a participação dos mais pequenos.
As mais numerosas participações vieram do Jardim-Escola João de Deus.







Figueira da Foz

O "Pátio das Galinhas", a sala de visitas do Grande Casino Peninsular da Figueira da Foz.
Um desenho dos anos 50...

"Justiça" em Portugal

Um homem aguardou, durante ano e meio, pelo julgamento de um caso em que era acusado de ter roubado duas galinhas.
Compareceu, hoje, algemado, no tribunal judicial da Maia, e o queixoso desistiu da acusação, pelo que o réu não chegou, sequer, a ser julgado.
.
Isto aconteceu num país onde decorrem processos de pedofilia, apitos dourados, BPN's, Freeport's, outras corrupções, etc. etc.

Figueira da Foz

[Mondego] Morres aqui [na Figueira da Foz], disse eu? Não. Lançando-te na imensidade do oceano, vais narrar ao mundo como é que a terra que banhas foi admirável no progresso das eras passadas, e é grande na esperança das épocas vindouras.
.
António da Costa (1944).

O pensamento do dia

Depois de viverem juntos durante longos anos, os animais acabam por se amar e os homens por se odiar.
.

Provérbio chinês

POESIA

No blogue POESIA (ver em meu perfil completo), o poema LUSCO-FUSCO, do livro em preparação "TANTOS ANOS"

PRESENTE

Nas últimas 24 horas PRESENTE registou 307 visitas. Obrigado. Voltem sempre...

domingo, 19 de abril de 2009

Para a história da Figueira da Foz CLXX

Como simples curiosidade, aqui vão os nomes de algumas ruas do Bairro Novo, na Figueira da Foz, em 1890 (algumas ainda têm a mesma designação):
.
Rua da Alegria,
Rua do Melhoramento,
Rua da Inauguração,
Rua da Concórdia,
Rua Engenheiro Silva,
Rua do Bonfim,
Rua da Boa Recordação (conhecida por Rua do Circo),
Rua da União,
Rua dos Banhos,
Rua da Saudade.

Figueira da Foz

A Figueira da Foz é a praia-síntese das praias portuguesas.
Centro de diversões, desportos e repouso, o clima exprime toda a doçura, encanto, cor e luminosidade, do mais belo clima de Portugal.
O recorte cenográfico da sua baía, esplendor de luz e fundo montanhoso, são elementos primordiais de um quadro naturalista incomparável.
.
(Guia Turístico, Comercial e Industrial da Figueira da Foz – 1943 – Organização de J. Oliveira Santos.

O pensamento do dia

O intelecto puro visa a verdade, o gosto mostra-nos a beleza, e o senso moral ensina-nos o dever.
.
Baudelaire

Efemérides

18 de Abril de 1890
.
É aberto concurso para a construção e exploração de um mercado coberto, na Figueira da Foz.

sábado, 18 de abril de 2009

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Orfeão David de Sousa

Ainda a propósito da efeméride ontem assinalada, relativamente à fundação do Orfeão David de Sousa, já extinto, uma fotografia (se bem que em más condições) duma actuação daquele agrupamento no salão nobre do Grande Casino Peninsular (hoje salão de jogo do Casino da Figueira).
Repare-se no número de executantes (mais de uma centena) !!!

Filumenismo (Figueira da Foz)

Trago aqui, hoje, a imagem de uma caixa de fósforos alusiva à Figueira da Foz, colocada em circulação há mais de 50 anos pela Sociedade Nacional de Fósforos.
Como podem ver no exemplar aqui reproduzido, a caixa, com 40 amorfos, custava 25 centavos mais 5... para o Socorro Social, ou seja um total de 3 tostões...

Figueira da Foz

Lembram-se desta imagem? Há alguns anos atrás, era assim o largo fronteiro ao Caras Direitas em Buarcos. Ali pastavam, livremente, as vacas do Toquim.
Quem hoje passa por aquele local, nota bem a diferença. Agora, aquela zona é atractiva, com motivos que caracterizam positivamente Buarcos e a Figueira da Foz.
Para a história, fica apenas esta imagem curiosa.

O pensamento do dia

Antes morrer de amores do que viver de ódios.
.
A.J.

Efemérides

16 de Abril de 1935

É criado na Figueira da Foz o Orfeão David de Sousa, destinado a homenagear o ilustre figueirense, seu patrono.
É seu fundador o maestro viseense, António Fernandes.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Figueira da Foz

Um curioso postal de divulgação da Figueira da Foz, editado pelos Serviços de Turismo, numa ilustração de Artur Correia

Figueira da Foz

Recordação do 1.º Mundialito de Futebol de Praia disputado na Figueira da Foz (Mais um evento que desapareceu da Praia da Claridade!!!)
Na imagem, a selecção nacional de Portugal.

Figueira da Foz

Um naufrágio na Figueira da Foz. Onde se encontra a traineira é hoje a Avenida de Espanha!!!

O pensamento do dia

Quando nos esquecemos de nós mesmos, fazemos coisas que outros lembrarão.
.
HVL

quarta-feira, 15 de abril de 2009

ANTOLOGIA DE POETAS LUSÓFONOS

Algumas referências na imprensa

Em "O FIGUEIRENSE"
Em "A VOZ DA FIGUEIRA"

Em Diário "AS BEIRAS"

Em "DIÁRIO DE COIMBRA"
.
A todos, os meus agradecimentos pela deferência.
A.J.Matos



O pensamento do dia

A escuridão envolve-nos a todos, mas, enquanto o sábio tropeça numa parede, o ignorante permanece tranquilo no meio da sala.
.
Anatole France

terça-feira, 14 de abril de 2009

Efemérides

14 de Abril de 1809
.
A Figueira da Foz alberga vários soldados da Legião do Porto e prisioneiros franceses, oferecendo-lhes donativos no total de 2 047$150 reis.
.
14 de Abril de 1912
.
Chega à Figueira uma excursão fluvial, vinda de Coimbra, que foi recebida com manifestações de carinho pelos figueirenses. Os barcos da Naval e do Ginásio foram esperar os visitantes a Montemor-o-Velho.
No tempo em que o rio Mondego era navegável desde Coimbra (e não só) à Figueira da Foz.

A crise

O director do Diário Económico, Bruno Proença, comentando, na TSF , a declaração de Vítor Constâncio, governador do Banco de Portugal, sobre a recessão do PIB, afirmou que "a economia portuguesa entrou em falência total".
O ministro Teixeira dos Santos, a propósito, disse que "2009 vai ser o pior ano das últimas décadas".
.
Digo eu: Fica no ar a questão de sabermos se a crise é para todos. Para mim, parece-me (tenho a certeza) de que não.

O pensamento do dia

Vale mais um desengano do que andar toda a vida enganado.
.
(Popular)

Efemérides

13 de Abril de 1940
.
Celestino da Costa Maia, licenciado pela Faculdade de Medicina de Coimbra, profere em Lisboa uma notável conferência sobre a Figueira da Foz.
Natural de Quiaios (Figueira da Foz), onde nasceu a 6 de Abril de 1905, faleceu no Funchal (Ilha da Madeira) em 26 de Janeiro de 1973. Na altura, exercia as funções de Director do Laboratório Distrital da Junta Autónoma do Funchal.
Exerceu clínica na sua terra natal.
Proferiu imensas conferências, publicando muitos trabalhos não só relacionados directamente com a sua profissão, mas também doutro tipo, embora nalguns com apreciações do foro clínico, como "O Litoral Português, sua função climática", "Os efeitos fisiológicos da cura hélio-marinha", "O Caso do Cabo Mondego", "O Clima da Figueira da Foz" e muitos outros.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Figueira da Foz

Bonito de se ver ...







Alguns aspectos da urganização Foz Village, em Buarcos - Cabo Mondego - Figueira da Foz.
Será que ainda ninguém, com responsabilidades, se apercebeu desta vergonha?
.
(Clicar para ampliar)