segunda-feira, 27 de julho de 2015

Feira do Livro na Figueira da Foz



A Edição 2015 da Feira do Livro e das Artes, na Figueira da Foz,  vai estar repleta, à semelhança dos anos anteriores, de novidades e surpresas. Haverá livros para todos os gostos. Dos mais recentes aos best-sellers, das obras infantis e juvenis aos livros técnicos e temáticos, e até – já que se trata de uma Feira livros a preços reduzidos.
No decorrer da Feira do Livro e das Artes haverá sessões de leitura de textos infantis, “hora do conto”, encontros e sessões de autógrafos com diversos escritores, workshops e momentos musicais, entre outras iniciativas.
Em simultâneo, decorrerão exposições e outras atividades do âmbito das artes plásticas, que contam com a participação da Associação de Amizade e de Artes Galego Portuguesa, Magenta Associação dos Artistas pela Arte e ainda o Grupo de Artesãos da Figueira da Foz.
 
Pavilhão Multiusos
31 de julho a 30 agosto
10h / 24h
Entrada livre

sábado, 25 de julho de 2015

Saudade


25 de julho de 1991
25 de julho de 2015
Maria Idália de Sousa Pereira Flores e Matos
 
24 anos se passaram sobre o falecimento de minha mulher. Deus acolheu-a precisamente no dia em que completou 40 anos de idade.
Idália nasceu há 64 anos. Faleceu há 24. Muitos anos de saudade.
AJdeM.

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Um figueirense ilustre

 
Morreu Luís de Melo Biscaia
 
 
A Figueira da Foz perdeu um dos seus filhos mais destacados.
Luís de Melo Biscaia, que militou no PPD, foi independente e filiou-se no Partido Socialista, foi, acima de tudo, para além da sua profissão de advogado credenciado, uma pessoa que fica ligada à história da cidade onde nasceu a 8 de março de 1928, sobretudo pelas atividades que desenvolveu, incluindo a vertente turística, ao serviço da sua terra, na continuidade de uma família que sempre deu o melhor de si à Figueira. Recorde-se que era filho de António da Silva Biscaia.
Luís de Melo Biscaia, que, e daí o meu convívio cna época om esta personalifade,  fez o seu estágio de advogado no escritório onde trabalhei de 1949 a 1956, pertença do solicitador Albino Gonçalves e de seu tio, o advogado Júlio Gonçalves, foi vereador municipal, deputado (pelo PSD) à Assembleia Constituinte e Secretário de Estado do Emprego e Formação Profissional.
À família enlutada, as minhas muito sentidas condolências.
 
AJdeMatos
 

Pela nossa saúde


Primeira caminhada da LAUSF
 
 
Este foi o grupo que, esta manhã, iniciou o ciclo de caminhadas organizado pela Liga de Amigos da Unidade de Saúde Familiar de Buarcos.
Foi o que iniciou, porque o mesmo foi-se alargando ao longo do percurso de mais de cinco quilómetros, entre o Caras Direitas e o Teimoso e volta.
A iniciativa vai ter continuidade, estando previstas caminhadas duas vezes por mês.
Eis a "foto de família" antes do cumprimento da missão "SAÚDE".

sábado, 18 de julho de 2015

Grécia


Esperavam o quê?

 


O que é certo é que ainda há por aí (por aqui) uns tristes que acreditam em contos de fadas... ou melhor, dizem que acreditam, o que é diferente...
São uma espécie de syrizaicos... â nossa (deles) medida...
Estão no seu direito nesta dita democracia...

Figueira da Foz em imagens


A imagem do dia
 
 
Caminhos da Serra da Boa Viagem
(Figueira da Foz - Portugal)

(Nota: Clicar (p.f.) na foto para ver a imagem completa)

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Na Serra da Boa Viagem


Um elétrico chamado... SUCATA
 
 
Na encosta sul da Serra da Boa Viagem, na Figueira da Foz!!!
Um antigo carro elétrico transformado em sucata oferece esta "bela" imagem...
Um "excelente" cartaz turístico!!!

terça-feira, 14 de julho de 2015

Para a história da Figueira da Foz CCLXXVII


Há 57 anos
 
 
 
Uma imagem de 1944 . A moagem (que, aliás, nunca chegou a funcionar), situada junto ao Jardim Municipal da Figueira da Foz, onde o então presidente da Câmara, Ruy Nogueira Ramos, pretendeu instalar a Biblioteca Municipal, como consta do Relatório da Gerência do Município, daquela época.

No local situa-se, hoje, o Palácio da Justiça, cujas obras se iniciarem precisamente há 57 anos (14 de julho de 1958), sendo utilizados na mesma alguns detidos na então cadeia comarcã da Figueira da Foz.
 


 
 
 
 
 

 

5ªs de Leitura na Figueira da Foz



Fernando Rosas é o convidado de julho das «5as de Leitura».
A sessão realizar-se-á excecionalmente à terça feira, dia 21 de julho, pelas 21h30, no Museu Municipal Santos Rocha, o qual se encontrará aberto aberto gratuitamente a partir das 20h30.
Fernando Rosas é doutorado em História Económica e Social Contemporânea pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. É, desde 1996, professor agregado de História Portuguesa Contemporânea na mesma universidade.
Oriundo de uma família de tradições republicana, nasceu 1946, em Lisboa. Cidadão publicamente empenhado na defesa de ideias de justiça e igualdade social, o seu interesse enquanto investigador voltou-se para a História do Estado Novo,na qual é unanimemente considerado um dos maiores especialistas portugueses, sendo consultor da Fundação Mário Soares e de várias estações de televisão e rádio.
É ainda diretor da revista História e presidente do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, onde coordena várias iniciativas científicas no âmbito da cooperação deste instituto com diversas instituições.De salientar na sua vasta produção: "As Primeiras Eleições Legislativas sob o Estado Novo", "O Salazarismo e a Aliança Luso-Britânica", "Salazar e o Salazarismo" e "Armindo Monteiro e Oliveira Salazar - correspondência política, 1926-1955" e “ Salazar e o Poder”, “A Arte de Saber Durar” .
Atualmente apresenta na RTP Internacional o programa “História a História”, que procura aproximar a História do grande público e levar o espetador a vivê-la na primeira pessoa, lado a lado com o apresentador

domingo, 12 de julho de 2015

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Faça favor de entrar...

É SÓ MAIS UM...

(Ainda há muito espaço para ver o sol aos quadradinhos)

Para a história do desporto figueirense


Campeonato de Portugal
 
 
O atleta figueirense José Bento Pessoa, vence, em Lisboa, a 9 de julho de 1905 (completam-se hoje 110 anos) o campeonato de Portugal em ciclismo.

Pois, pois

Concluindo:

A renegociação da dívida é a... solução!!!
Os gregos que o digam...

Para a história da Figueira da Foz CCLXXVI


Conde de Tavarede
 

Morre em Trancoso, a 9 de julho de 1903, o Conde de Tavarede, que foi proprietário da Casa do Paço dos Condes de Tavarede (na imagem).
Contava 54 anos de idade (nasceu em 15 de abril de 1849), era fidalgo da Casa Real e comendador da Ordem da Conceição e da de Carlos III de Espanha.
Foi Governador Civil da Guarda e deputado da Nação.
 

terça-feira, 7 de julho de 2015

Universidade Sénior da Figueira da Foz

No SÍTIO DAS ARTES
 
A Universidade Senior da Figueira da Foz vai encerrar o ano letivo 2014 / 2015, nos
próximos dias 9 e 10 do corrente mês, nas suas instalações sediadas  em O Sítio das Artes,
com os seguintes eventos:
Dia 9 de julho, 16.30 horas: Abertura da exposição dos trabalhos de artes       
decorativas realizados pelos alunos.
(espaço Bar)
Dia 10 de julho, 13.00 horas : Almoço de convívio
                                              (pátio de O Sítio das Artes),
                             15.00 horas : Palestra  "Documentar o Real", por Jorge Pelicano
                                               (auditório de O Sítio das Artes)
Quer a abertura da exposição quer a palestra, com exibição de clips dos filmes
realizados pelo palestrante, são abertas ao público em geral.

segunda-feira, 6 de julho de 2015

CENTENÁRIO


6 de julho de 1915
6 de julho de 2015
 
Aníbal Correia de Matos
nasceu há 100 anos
 
 
Completa-se hoje o primeiro centenário do nascimento do jornalista Aníbal Correia de Matos, nascido em 6 de julho de 1915 e falecido em 1 de maio de 2004.
Natural de Santa Comba Dão, radicou-se na Figueira da Foz desde os 11 anos de idade, onde foi tipógrafo e jornalista, sendo proprietário dos jornais Defesa da Beira e O Figueirense, sendo diretor deste último.
Aníbal Correia de Matos está inserido na toponímia figueirense, por decisão do então presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, Pedro Santana Lopes.
 

domingo, 5 de julho de 2015

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Leituras

 
"O facto de os militares tirarem do governo um homem honesto e competente é e será sempre um crime.Porém, tirarem do poder um imoral ou um incompetente parece-me um ato democrático tão respeitável como o de quem, através do voto, alcança o poder para dormir ou enriquecer à custa dele. Nem sempre o voto garante escolha acertada a quem elege ou é eleito."
 
Jesús Zárate, no seu livro "PRISÃO" (Prémio Planeta)

quinta-feira, 2 de julho de 2015