segunda-feira, 4 de março de 2013

Uma questão de bom senso

Cabo Mondego
Encerramento 240 anos depois
 
 
 
As instalações industriais do Cabo Mondego (Figueira da Foz) vão encerrar este mês, precisamente 240 anos depois do início da exploração das minas de carvão, posteriormente ampliadas para a indústria do vidro, do cimento e da cal hidráulica.
Aquele núcleo industrial teve momentos áureos no desenvolvimento da Figueira da Foz, mas, com o decorrer do tempo, acabou por se transformar num ciclo polémico, à medida que as consciências foram adquirindo conhecimento do valor patrimonial, (inclusivamente para a história da humanidade) e turístico, daquela zona privilegiada da Figueira da Foz.
Muitos atentados paisagísticos e contra o dito património, incluindo a parcial destruição de falésias, foram sendo perpetrados, acabando (vale mais tarde do que nunca), por prevalecer o bom senso, solidificando-se com a notícia de que, finalmente, o complexo de explorações industriais iniciado em 1773, iria ter o seu epílogo neste ano de 2013.
Nas imagens, recolhidas da obra "O Complexo Industrial do Cabo Mondego - Sua origem e evolução através dos tempos", da autoria de Moreira dos Santos, pode ver-se um cartaz publicitário e os sete fornos da fábrica de cal, existentes em 1925.

Sem comentários: