sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Santiago Pinto e a Figueira da Foz

MONDEGO

Do Mondeguinho na Serra
Nasci da gota pendente
Reguei searas na terra
Dei comer a muita gente

O meu caudal foi crescendo
Sempre a caminho do Mar
De Mondego - nome próprio
Me souberam baptizar

Em Coimbra ouvi guitarras
Em Montemor lendas raras
E na Foz vim terminar

Na Praia da Claridade
Entrei com suavidade
Nas mansas águas do mar




Jorge de Santiago Pinto, na edição comemorativa do 1.º aniversário do Correio da Figueira, na série de que foi proprietário e diretor (Agosto de 1987)

Sem comentários: