segunda-feira, 4 de novembro de 2013

O que você quer no Natal?
 
Ao longo das próximas semanas, uma única pergunta dominará a consciência de milhões de pessoas: "O que você quer no Natal?". Chamo-a de "pergunta do Pai Natal". Como se fosse uma fórmula sagrada secular, repetimos essa pergunta constantemente, em especial às nossas crianças. Com ela, damos uns aos outros a permissão de desejar coisas e de manifestar o que queremos. A única coisa errada nessa pergunta é a sua superficialidade. Como a cultura comercial dos nossos dias, ela alimenta a ilusão superficial de que "ganhar brinquedos" nos fará felizes.
Mas o período do Advento/Natal chama-nos para além das preocupações superficiais, para a promessa mais profunda de Jesus, que também nos questiona sobre o que queremos. Jesus não afasta os desejos do nosso coração enquanto crescemos na fé e no amor; ao contrário, Ele nutre-os e expande dentro da amplitude do Seu desejo ilimitado por nós. "Pedi e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis" diz Jesus, encorajando-nos a finalmente pedir por nada menos do que o "Espírito Santo" (Lucas 11.9, 13), a própria vida de Deus em nós! Este é um presente de Natal que podemos guardar.
A pergunta de Jesus a Bartimeu, em Marcos 10.51, é ao mesmo tempo semelhante e diferente da pergunta de Natal. Ao perguntar "Que queres que te faça?", Jesus convida Bartimeu para esclarecer o seu vago pedido de misericórdia (v. 46-48).
Ouça essa pergunta como se Jesus se estivesse a dirigir-lhe. Avalie as suas respostas superficiais aos anseios do seu coração. O que você realmente quer? Do que você precisa para ser pleno, plena? Do que precisa para ver Jesus mais claramente, para amá-Lo com mais intensidade e para segui-Lo mais de perto "no caminho"? O que quer que seja, é esse o presente de Natal que Deus lhe quer dar.
 
Stephen D. Bryant
Editor Mundial do No Cenáculo
(Novembro de 2004)

Sem comentários: