quinta-feira, 11 de junho de 2015

TAP


Será que é desta?



“O Conselho de Ministros atribuiu ao consórcio Gateway, de David Neeleman e Humberto Pedrosa, a vitória na privatização da TAP. A proposta vencedora apresenta uma oferta financeira de 354 milhões de euros, em capitais a injetar na empresa. A oferta poderá chegar a 488 milhões de euros, em função da performance da companhia em 2015, e considerando já o encaixe potencial máximo para o Estado, num cenário em que a transportadora vai para a bolsa. Os números foram revelados pela secretária de Estado do Tesouro, Isabel Castelo Branco.”

In OBSERVADOR
Será que é desta que o Estado se livra deste fardo? Ou ainda irão surgir mais imbróglios para atingirem os bolsos dos portugueses, já que continuam a existir vozes que defendem o investimento nacional numa empresa cujos prejuizos se têm acumulado ao longo dos anos?
Esperamos pelos próximos episódios que talvez motivem um filme a realizar por António Pedro Vasconcelos...

Sem comentários: