sábado, 5 de outubro de 2013

103 anos de República

Hoje é … ex FERIADO NACIONAL
 
COMPLETAM-SE hoje 103 anos sobre a data da proclamação da República Portuguesa. Reza a História que seriam 10 horas da manhã quando o acontecimento foi concretizado nas varandas da Câmara Municipal de Lisboa.
Foi então constituído um governo provisório presidido por Teófilo Braga, professor da Universidade de Lisboa.
A morte de Miguel Bombarda (assassinado na madrugada de 3 para 4 de Outubro) e de Cândido dos Reis, que se suicidou na noite do dia 5 após a chegada de notícias desmoralizadoras face à forma como decorriam os acontecimentos, e o afastamento de Basílio Teles, desguarneceram as possibilidades de constituição do elenco governativo.
A escolha de Teófilo Braga, protagonizada por Afonso Costa, viria a ser polémica entre os membros do Diretório.
Em menos do ano, e apesar de todas as contrariedades, o governo provisório conseguiu cumprir alguns dos pontos principais do programa republicano, assegurar a ordem pública interna e alcançar o reconhecimento por parte das potências estrangeiras.
Curiosamente, só no dia seguinte (6 de Outubro) é que a proclamação da República ocorreu no Porto e noutras localidades da província.
Passaram-se 103 anos sobre a data de 5 de Outubro de 1910.
 Relativamente à significativa ocorrência que transformou completamente a vida do nosso país, a Figueira da Foz possui, pelo menos, três designações toponímicas relacionadas com o facto.
Rua da República (anteriormente chamada Rua do Príncipe), Rua 5 de Outubro e Rua Miguel Bombarda.
 
 
Antes do 25 de Abril de 1974, era comum, embora muitas das vezes sob controlo das forças governamentais então em vigor, juntarem-se os republicanos mais convictos em comícios que assinalavam a efeméride.
Este tipo de eventos teve também lugar, durante largos anos, aqui na Figueira da Foz.
E hoje? pergunto eu. Que movimentações, que festejos, que celebrações, dão à estampa a imagem dum dia que revolucionou a vida de tantos milhões de portugueses?
A resposta aí está: o 5 de outubro foi ...erradicado do elenco de feriados nacionais…
 
 

1 comentário:

dilita disse...

Cortarem o feriado comemorativo da restauração da independência, e de igual modo o 5 de outubro,referente à proclamação da Républica, é cortar a identidade portuguesa. Datas marcantes da nossa história,atiradas para o esquecimento. Não entendo o patriotismo de quem tal decidiu e mandou.

Saudações.
Dilita.