sábado, 7 de junho de 2014

Manchetes

 
Vira o disco e toca o mesmo: Com tantas despesas com conselheiros, com tantos intelectuais nos lugares cimeiros, o governo continua a não saber o que é ou não constitucional, sujeitando-se a constantes chumbos em virtude de deliberações eivadas de vícios contra a lei fundamental do país?
E depois assiste-se a esta inconcebível pressão sobre os magistrados do Palácio Ratton, com ameaças a agravar a já debilitada situação da maioria dos portugueses?
E nos cortes, as pensões milionárias ficam de fora?
Será que os governantes estão a armar uma situação para argumentarem a saída que a esmagadora maioria do país há muito deseja?
Estamos mesmo num país de brinquedo onde nem sequer se pode contar com uma oposição credível, já que as críticas são muitas mas as soluções inócuas ou inexistentes e, para animar a contenda, o maior partido da oposição entrou numa guerrilha em que a luta pela liderança, pelo poder, como sempre, ocupa o principal papel.
Valha-nos Deus, que bem pode!!!

Sem comentários: