sábado, 6 de julho de 2013

A verdade na política...

Há que revogar o dicionário!!!
 
Paulo Portas revogou o dicionário. Como jornalista, decretou que a palavra IRREVOGÁVEL, que pronunciou aquando da sua decisão de demitir-se do governo de Portugal, não é  banida da língua portuguesa, mas passa a ter um novo significado.
Assim, no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia das Ciências de Lisboa, que passo a citar:
"IRREVOGABILIDADE: QUALIDADE DO QUE NÃO PODE SER ALTERADO, DO QUE É IMUTÁVEL OU DEFINITIVO". é acrescentada a seguinte adenda:  "NÃO APLICÁVEL EM POLÍTICA".
Para que conste.
Nota: Qualquer semelhança com Pinóquio, do nariz que se vê na imagem, é simples coincidência.
 

Sem comentários: