segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

O tal cartaz...


Tomada de Posição da AEP
sobre cartazes
do Bloco de Esquerda
 
Com o pedido de publicação, recebemos o seguinte comunicado  da Aliança Evangélica Portuguesa:
 

A Aliança Evangélica Portuguesa, federação de igrejas evangélicas em Portugal, lamenta a campanha projetada pelo BE com uma mensagem destinada a provocar e ofender os sentimentos religiosos de muitos cristãos. A liberdade de expressão deve ser exercida no quadro do respeito pelos sentimentos religiosos dos cidadãos.
Fazer uma comparação entre a questão da divindade e humanidade de Cristo, por um lado, e por outro a adoção de crianças por casais homossexuais é, obviamente, descabida e ofende a sensibilidade de cristãos portugueses, sejam eles evangélicos ou católicos.

Cremos na dupla natureza de Jesus Cristo: Espiritual, onde temos a sua perfeita Divindade, e Humana, onde cabe um pai de Amor, José, que o adoptou e amou como assim devem amar todos os pais e mães, sem discriminações.

Jesus Cristo é reconhecido, por nós e em nós, não por imagens, ícones ou outras espécies de adereços, mas sim por vidas regeneradas.

Uma vez que Jesus Cristo veio, e sofreu até à morte, para regenerar vidas, e demonstrar uma atitude de amor e perdão para com aqueles que O ofendem, não desejamos, como cristãos evangélicos, contra-atacar num espírito polémico, mas não podemos deixar de afirmar que acreditamos e defendemos os valores Bíblicos em relação à Família e que continuaremos a orar pelos que estão em posições de responsabilidade, seja no Governo, Parlamento, Tribunais ou Autarquias.

Esforçamo-nos por contribuir em todas as esferas de ação para as quais Deus nos chamou, para que a sociedade seja mais justa, dentro dos parâmetros éticos que as Sagradas Escrituras ensinam.

 

A Direção

Aliança Evangélica Portuguesa

Sem comentários: